Já vimos outros violinos impressos em 3D, mas eram elétricos e usavam captadores para amplificar o som. Usando um novo tipo de resina, a Formlabs conseguiu imprimir um violino acústico que depende apenas do seu próprio formato e material para produzir um som autêntico.

• Como se constrói um violino?
• Que som é esse? É o som de um violino 8 bits tocando uma musica triste para você



Brian Chan, engenheiro da Formlabs, já tinha feito um violino de madeira esculpido à mão baseando-se em um modelo que encontrou num livro especializado, de 1884. Diferentes tipos de madeira fazem com que o violino produza um som único e Chan quis descobrir se o mesmo poderia ser feito usando uma impressora 3D e resinas plásticas.

violino-3d-gif

Ele acabou produzindo três versões do instrumento impresso em 3D, cada um deles aprimorando as características do anterior. Quando encontrou o desenho que atendeu suas expectativas, passou a criação para as mãos do violinista Rhett Price. Equilibrar a espessura do plástico, que precisa ser fino o suficiente para produzir e ressoar o som, e resistente o suficiente para suportar a pressão e a força aplicada pelo músico, foi um grande desafio.

Precisamos admitir que não sabemos a diferença de um modelo Stradivarius para um Guarneri del Gesù. Mas a criação da Formlabs consegue soar bem melhor do que imaginávamos, principalmente se lervamos em consideração que ele é feito quase que todo de plástico.

O instrumento conseguiria arrecadar milhões de dólares em um leilão como um Stradivarius faria? Provavelmente não. Mas ele está na outra ponta se formos pensar em valores: a Formlabs disponibilizou gratuitamente o molde do violino pelo site Pinshape. Ainda será necessário adicionar alguns componentes que não são impressos em 3D, como as cordas e o arco, mas já dá pra economizar uma boa grana.

[Formlabs]