A Covid-19 já foi responsável por mais de 2,3 milhões de mortes em todo o mundo e contabiliza mais de 107 milhões de casos registrados. Os efeitos da pandemia são devastadores e mostram como estávamos despreparados para lidar com um evento dessa dimensão. Enquanto acompanhamos as notícias sobre novas descobertas em relação ao vírus e celebramos a chegada das vacinas, é fácil esquecer que tudo isso está sendo causado por um vírus tão minúsculo.

Para ilustrar esse abismo entre o tamanho do agente causador e o tamanho do estrago, o matemático britânico Kit Yates, da Universidade de Bath, decidiu calcular a quantidade de vírus SARS-CoV-2 que circulam no mundo. O resultado? Todos os dois quintilhões de partículas do vírus caberiam em uma única latinha de Coca-Cola.

Yates explica que se baseou no diâmetro do SARS-CoV-2, que tem em média 100 nanômetros, para calcular o volume. Mesmo considerando as proteínas spike que fariam com que houvessem lacunas entre as partículas quando elas fossem empilhadas, o volume de todo o vírus causador da Covid-19 no mundo não ultrapassaria os 330 ml de uma latinha.

Em comunicado, Yates afirmou que “é impressionante pensar que todos os problemas, as interrupções, as dificuldades e as mortes que aconteceram no último ano caberiam em apenas alguns goles”.

[Reuters]