Eu não sei se você já assistiu a algum capítulo de Breaking Bad. Caso não, espero que você faça isso assim que possível, hoje à noite, com sua família ou amigos. Mas, mais do que isso, eu espero que você leia esta incrível matéria do Brainstorm#9 sobre como a série criada por Vince Gilligan é o símbolo perfeito para mostrar a grande mudança atual na produção de conteúdo: antes focado no cinema, as melhores produções, atores e diretores estão mergulhando cada vez mais nas séries de TV.

Os motivos são diversos, e a matéria assinada por Carlos Merigo pontua cada um deles: a coragem da HBO com séries como Sopranos, o pensamento maior em “gerar buzz” do que “quantos televisores estão ligados?”, o surgimento dos box de DVD e, depois, da internet, seus fóruns, o mundo do streaming e da pirataria, e por aí vai. Se hoje o cinema está engessado em formatos que explodem a bilheteria, como franquias, mas que não prezam tanto pela arte e pela produção ousada, diferente e inovadora, a televisão americana é hoje o melhor lugar para fazer isso. AMC, HBO e outros canais aprenderam isso, e será muito interessante ver os próximos passos do futuro da televisão.

Então dê um pulo no Brainstorm#9, leia tudo com calma – e curta também o design da página, que está muito caprichado – para entender por que diabos tanta gente quer lhe obrigar a assistir Breaking Bad. E não esqueça de dar o play em um capítulo hoje, tá? [Brainstorm#9]