Eu adoro escrever com papel e caneta, mas frequentemente deixo de fazer isso porque manter registro de tudo o que você anotou é muito difícil. A Wacom tem um novo brinquedo chamado Bamboo Spark que digitaliza suas notas manuscritas sem que você precise se esforçar… muito.

O Bamboo Spark consiste em uma capa, um caderno de papel e uma caneta esferográfica especial. Após parear o dispositivo com o app Spark para iOS via Bluetooth, você pode fazer anotações à tinta e então transferi-las rapidamente para seu iPhone ou iPad como imagens digitais.



O app guarda cada nota como uma página separada, determinadas pelo apertar de um botão de iniciar e parar na capa, e você pode exportar cada nota como arquivo de imagem, PDF ou .WILL (um padrão de notas digitais). Também há um serviço de nuvem chamado Inkspace para acessar as notas pela web.

Bamboo Spark Bamboo Spark

Fazer com que as anotações digitais sejam tão simples de se fazer quanto as tradicionais é difícil. Frequentemente vemos apps que envolvem tarefas como abrir um app, ou parear um dispositivo, antes de começar a escrever. O Spark não está totalmente livre dessas coisas, mas os obstáculos são mínimos.

Diferentemente das canetas Livescribe, que também digitalizam seus riscos feitos a mão, você não precisa parear o Bamboo Spark com seu smartphone antes de escrever. Você pode usar o caderno de anotações em qualquer hora e lugar, como faz com seu bloco de papel e sua caneta. Só é preciso ligar o aparelho, apertar um botão para iniciar uma página, escrever, e então pressionar o botão novamente para finalizar.

O Spark armazena até 100 páginas de anotações por conta própria, e elas são sincronizadas com o app quando você emparelha o dispositivo. Esse pareamento é como em outros dispositivos Bluetooth e envolve um processo de múltiplos passos com botões sendo apertados, mas que sempre funcionou bem comigo. As anotações eram rapidamente transferidas com um nível incrível de fidelidade. Salvar suas notas no rolo da câmera produz cópias boas e em alta resolução que podem ser compartilhadas.

Bamboo Spark

Falando em compartilhamento, uma coisa que falta no Spark é integração direta com o Evernote. Parece óbvio que o Spark deva sincronizar com o serviço de notas mais popular do mundo, mas não é isso o que acontece. Esperamos ver isso em uma atualização futura.

Outra coisa estranha é a integração com a nuvem pelo Inkspace. O Inkspace exibe e baixa suas notas em uma resolução horrivelmente baixa, o oposto dos ótimos arquivos que você consegue pelo iOS. A caligrafia é algo bonito, e ver sua letra pixelizada em baixa resolução atrapalha a experiência.

Eis um exemplo da qualidade pelo Inkspace:

Bamboo Spark

E abaixo a mesma anotação via app do iOS (clique aqui para ver em tamanho completo)

Bamboo Spark

Eu amei o design da capa do Spark. Ela tem linhas limpas e texturas sutis. Eu só preferia que ela fosse menor. Meu caderno de anotações ideal tem 13cm por 18cm. O Spark tem 20cm por 25cm. Mas acredito que esse espaço extra seja necessário para hardware, como a bateria recarregável via microUSB.

A Wacom diz que o Bamboo Spark não exige nenhum tipo de papel especial. A capa suporta um bloco de notas tamanho A2 com 50 ou menos folhas – não é algo difícil de se encontrar. A Livescribe, por exemplo, exige um tipo especial de papel para funcionar, mas ela é oferecida em diversos tamanhos e estilos diferentes e não precisa de uma capa grande – cada uma tem suas vantagens e desvantagens.

Minha outra grande reclamação é que você precisa da caneta esferográfica da Wacom para escrever (os cartuchos dela podem ser trocados). Pessoalmente, não gostei da caneta. E escrever com uma boa caneta é importante, mas não é possível com a Spark.

Só quem realmente precisa escrever muito vai pagar US$ 160 (cerca de R$ 600!) por um bloco de notas, mas o Bamboo Spark realmente oferece uma forma bem simples de se armazenar anotações digitalmente. Para quem ama a liberdade da caneta e do papel, mas odeia andar com vários pedaços de papel por aí, o Spark pode ser um bom companheiro.

Bamboo Spark Bamboo Spark