Acredite ou não, até o último 1º de novembro muitos poderiam e ainda estavam comprando licenças para o Windows 3.x (basicamente para sistemas dedicados, “embedded”, como caixas registradoras e sistemas de entretenimento de linhas aéreas de companhias como a Virgin). Nesse dia, a Microsoft interrompeu o licenciamento da icônica plataforma lançada em 1990.

As especificações mínimas para o sistema incluíam processador 8086/8088 com velocidade de clock de 10 Mhz, 7 MB de armazenamento (melhor mover o Police Quest para um disquete) e 640 KB de memória. E quando você percebe que o Vista pede um processador de 1 GHz e 20 GB de armazenamento, é fácil entender por que pelo menos alguns sistemas low-end sentirão falta do 3.x… até instalarem alguma cópia de Linux no lugar. [BBC via Slashdot; imagem]