Se você tem um dinheiro sobrando e não se importa de gastar R$ 4 mil em um console que rode os mesmos jogos que a geração atual, só que com imagens em 4K nativo e velocidade de processamento 30% superior, talvez vai gostar de saber que a Microsoft definiu uma data de lançamento para o seu Xbox One X: 15 de dezembro.

A pré-venda do novo console começa nesta terça-feira (7), e a versão disponível até o dia em que o videogame chega às lojas é a edição limitada Project Scorpio. E qual a diferença entre essa versão especial e a normal que você encontrará nas lojas? Bom, a inscrição “Project Scorpio” no corpo do console. É isso.

Se não vem com títulos exclusivos, como é que a Microsoft vai fazer para atrair o consumidor a pagar R$ 4 mil no aparelho? Por meio de especificações melhoradas. O processador de oito núcleos x86 com frequência 2,3 GHz promete uma velocidade de processamento 30% superior ao Xbox One original. A memória é de 12 GB GDDR5. O disco rígido, de 1 TB, também é mais rápido. Ah, sim, e a maior diferença que você vai poder sentir na hora de, de fato, jogar os títulos: a imagem em 4K UHD.

O Xbox One X é o que se chama de console de meia-geração: divide os títulos com seu antecessor, mas com especificações melhoradas. É o caso também do PS4 Pro. E a vantagem do console da Microsoft aqui é a execução de jogos em 4K de forma nativa, enquanto o da Sony usa o recurso upscaling, que força o aumento de resolução do Full HD até atingir o 4K.

Depois do iPhone X de R$ 7 mil, o Xbox One X de R$ 4 mil vem aí para mostrar que a crise está nos olhos de quem vê.

Imagem do topo: Divulgação