A Xiaomi já vende smartphones, pulseiras, câmeras, bicicleta, drones e mais uma porção de produtos. A partir de agora também venderá notebooks. A fabricante chinesa anunciou o Mi Notebook Air e como poderíamos esperar, ele se parece bastante com o Macbook Air da Apple.

• Com uma série de problemas, Xiaomi estaria considerando deixar o Brasil
• Xiaomi Mi5 é um top de linha poderoso e custa bem menos que a concorrência

O computador roda Windows 10 e será vendido em dois tamanhos — o mais potente com tela de 13,3 polegadas e o mais simples com 12,5 polegadas. A resolução do display é Full HD. Ambos contam com teclado retroiluminado, webcam de 1 megapixel e porta USB-C dedicada para carregar o notebook. O design é bem minimalista: não há nenhuma marca estampada na parte de fora.

xiaomi-mi-notebook-air

O modelo principal, de 13,3 polegadas, tem 14.8 mm de espessura e pesa 1,28 kg. O processador é o Intel Core i5-6200U “Skylake-U”, rodando a 2,3 GHz (com Turbo Boost até 2,7 GHz), placa de vídeo NVIDIA GeForce 940MX com 1 GB de memória GDDR5, 8 GB de memória RAM e SSD de 256 GB via PCIe. O armazenamento ainda pode ser expandido por meio de uma porta SATA.

Ele conta com duas portas USB 3.0, plug para fone de ouvido e uma entrada HDMI. Segundo a Xiaomi, a bateria é capaz de proporcionar 9 horas e meia de autonomia. Ela ainda conta com tecnologia de carregamento rápido, metade da bateria é carregada em meia hora. O preço? 4.999 yuan, cerca de R$ 2.500 na cotação atual.

Já a variante menor, de 12.5 polegadas, tem 12.9 mm e pesa 1.07 kg. O processador é menos potente, um Intel Core M3 e não há placa de vídeo dedicada. São 4 GB de RAM e SSD de 128 GB, que também pode ser expandido.

Esse modelo tem apenas uma porta USB 3.0, plug para fone de ouvido e uma entrada HDMI. A bateria dura ainda mais, chegando a 11 horas e meia de autonomia. Ele será vendido por 3.499 yuan, ou cerca de R$ 1.700 na cotação atual.

xiaomi-mi-notebook-air-mi-bandO Mi Notebook Air pode ser desbloqueado com uma Mi Band.

Assim como as bicicletas e os drones da Xiaomi, o Mi Notebook Air faz parte do “Ecossistema Mi”, ou seja, é fabricado por um parceiro. A entrada nessa mercado passa a ser interessante para Xiaomi porque o laptop virá com o “Mi Sync” pré-instalado e pode alavancar o uso da plataforma de armazenamento na nuvem.

O Mi Notebook Air será lançado no dia 2 de agosto na China. A Xiaomi não revelou se pretende disponibilizá-lo globalmente.

[Engadget]