A Xiaomi anunciou sua chegada ao Brasil em junho, e começou a vender o Redmi 2 em julho. E, aos poucos, a empresa vai ampliando os canais de venda do dispositivo. Hoje, a Xiaomi anunciou que começará a vender seu smartphone em lojas da Vivo.

A estratégia de vendas da Xiaomi pelo mundo se apoia muito na loja online da empresa – que era, até agora, a única forma de se conseguir um Redmi 2 no Brasil. Com a parceria com a Vivo, a empresa enfim avança para fora das vendas virtuais e começa a ter uma presença física em lojas.

Na Vivo, o Redmi 2 custará R$ 249 no plano SmartVivo 2GB, e o aparelho pode ser parcelado em 12x de R$ 21. Esse plano oferece chamadas de voz e SMS ilimitados entre clientes Vivo e 2GB de conexão 4G, por R$ 170 por mês. O valor do plano é algo que deve ser considerado – afinal, você ficará um ano preso a ele, já que há carência de 12 meses.

Se você escolher um plano mais caro, o preço do smartphone cai, e você também pode levar um aparelho antigo e usá-lo como parte do pagamento no programa Vivo Renova.

A operadora não fará nenhuma modificação de hardware e nem software no aparelho – será exatamente o mesmo Redmi 2 vendido nas lojas online da Xiaomi, sem nenhum app a mais ou a menos.

O Redmi 2 começou a chegar hoje às lojas oficias físicas da Vivo, e não aparecerá em revendedoras autorizadas. A expectativa é que, nos próximos dias, todas as lojas da operadora pelo Brasil tenham o dispositivo. A empresa não falou nada sobre vender o aparelho em outros canais – outras operadoras, ou lojas tradicionais de varejo.

MIUI 7

Anunciada em agosto, a MIUI 7 está disponível em versão beta desde o fim do mês passado. E hoje Hugo Barra anunciou que a atualização da interface da Xiaomi estará disponível para todos os usuários do mundo a partir do dia 16 de outubro.

Entre as novidades da MIUI 7 estão melhorias em bateria e desempenho, novos temas e modos para crianças, entre outras coisas. Falamos sobre as novidades neste link.