Desde que entrou no mundo dos Androids, a Sony Ericsson tem sido um tanto hiperbólica em seus aparelhos: primeiro com o X10 e sua tela de 4 polegadas gigantesca, depois com os micro X10 mini e X10 mini pro, ideais para dedos delgados. Agora, com o Xperia X8, a Sony Ericsson parece ter encontrado um meio termo entre seus antecessores, num aparelho com preço sugerido de R$649.

Por ser uma mistura familiar, o X8 rouba alguns elementos de cada aparelho. Por exemplo, o Timescape está lá, mas como nos dois aparelhos menores, o Mediascape ficou de fora. A escolha deve estar associada à tela; com 3 polegadas, ela tem resolução baixa (320×480) e é feita de TFT (16 milhões de cores). A câmera é a mesma do X10 mini, com 3,2 megapixels, então não espere nada muito empolgante.

Resta saber se ele herdou a bateria do X10, com duração baixa típica de um Android high end, ou se ficou com a versão dos aparelhos menores, que aguentam quase três dias longe da tomada. 3G, Wi-Fi e GPS, como de costume, estão presentes. Já o processador de 600MHz é um tanto defasado. Ah, e a promessa é vendê-lo já com Android 2.1, mas sem previsão de atualização para versões mais atuais.

No fim das contas o X8 se encaixa na categoria de Androids de entrada. Seu preço, inclusive, corrobora a ideia: ele custará R$649, desbloqueado, valor menor do que o X10 mini (R$799) e o X10 mini pro (R$899). É mais uma opção para quem quer conhecer melhor o Android sem esvaziar completamente o bolso. [Sony Ericsson]