Um novo estudo sobre a segurança de carros com acesso à internet mostra que eles são, bem, assustadoramente inseguros. Os pesquisadores conseguiram fazer os freios pararem de funcionar, parar o motor, e deixar o motorista trancado para fora no último modelo de um carro comum e ligado à rede.

Lembrando como os antigos tempos de computação interconectada eram inseguros, uma equipe de especialistas em segurança de computadores da Universidade de Washington e da Universidade da Califórnia, San Diego acharam que valeria a pena ver como os novos automóveis – cada vez com mais computadores e sistemas de controle via rede – lidavam com ataques de hackers. Eles não lidam muito bem, ao que parece!

Os pesquisadores conseguiram explorar falhas de segurança em dois carros de teste que eram "representativos dos sistemas de controle computadorizado em rede que proliferaram na maioria dos carros hoje":

Nós demonstramos a capacidade de controlar, de forma nociva, uma gama ampla de funções automotivas, ignorando completamente os comandos do motorista – incluindo desativar os freios, travar rodas individualmente sob demanda, parar o motor, e mais.

Eu sei que algumas pessoas gostam de pisar fundo e fazer a adrenalina subir atrás do volante, mas eu geralmente gosto que meus carros sejam o menos nocivos quanto possível. Pior, a equipe conseguiu fazer "ataques compostos", nos quais eles conseguiam "inserir programas maliciosos e depois apagar qualquer indício de hacking depois de uma colisão", então a seguradora nem iria acreditar quando você dissesse que a culpa era de algum hacker.

O casamento de carros e computadores parece natural, ou pelo menos inevitável, mas a segurança desses computadores é literalmente uma questão de vida ou morte. Como um membro da equipe disse, "nós ficamos pensando se deveríamos tentar entrar na frente de tudo isso antes que isso vire um grande problema". Bem, é, essa seria uma ótima ideia. [New York Times; foto de MNicoleM]