Você pagaria para ter acesso a uma biblioteca de conteúdo escrito? Um Netflix, mas de livros em vez de filmes? A Amazon acredita que sim, e segundo o Wall Street Journal a loja online está considerando esta opção.

A Amazon já estaria conversando com as editoras para vender a ideia: seria uma biblioteca digital sem os lançamentos mais recentes, que estaria disponível para assinantes do serviço Amazon Prime, que custa US$79/ano e já oferece streaming de filmes e programas de TV. A Amazon colocaria um limite máximo mensal de livros que as pessoas poderiam ler de graça.

Como observa o site The Next Web, esta ideia não é nova: está em sites como booksfree.com e BookSwim, que alugam livros por uma taxa mensal. Mas é a primeira vez que uma gigante como a Amazon levaria esta ideia ao público. Tanto que as editoras estão um pouco receosas: segundo o WSJ, elas temem que isto reduza o valor dos livros.

Bem, e se a ideia der certo? Junte isto ao sucesso que é o Kindle, e poderíamos ter uma plataforma bem parecida a um “Netflix dos livros”. [WSJ via The Next Web]