Ontem a Rovio lançou Angry Birds Space, primeira sequência diferente do jogo que vende como pãozinho quente desde 2009. Com a introdução de novos pássaros e o fator gravitacional ao gameplay, deve vender tanto quanto seus antecessores. O título saiu para iOS, Android, Windows e OS X. Sentiu falta de alguém? O Windows Phone não ganhou Angry Birds Space de cara e há sérias chances de essa não ser uma situação temporária…

Hoje mais cedo Peter Vesterbacka, co-fundador e CMO da Rovio disse em entrevista à Bloomberg que a empresa não tem planos para lançar Angry Birds Space para Windows Phone. Os motivos seriam a dificuldade em portar e prestar suporte à plataforma que, apesar do trabalho extra, não dá retorno suficiente para justificá-lo. Vesterbacka disse:

“Se você olhar as ativações, o iOS da Apple e o Android são claramente maiores que qualquer outra plataforma. Nós queremos estar em todas as telas, mas temos que considerar o custo de estar em plataformas menores. Com o Windows Phone há um monte de trabalho para suportá-lo tecnicamente.”

As más línguas dizem que a Nokia pode estar envolvida indiretamente com o caso. Finlandesa como a Rovio, por muito tempo a fabricante dos Lumia meio que monopolizou mentes criativas e programadores talentosos no gélido país. O enfraquecimento da empresa tem gerado como efeito colateral a fomentação de startups no país. Neste apanhado de declarações de empreendedores finlandeses publicado no Next Web, Vesterbacka declara que essa “libertação” de talentos da Nokia é uma das melhores coisas que já aconteceram.

Birra da Nokia ou não, a Rovio tem em Angry Birds Space mais do que um mero joguinho; é o joguinho que todos querem. Prova disso é o próprio Angry Birds: demorou horrores para chegar ao Windows Phone (foi só em junho do ano passado) e desde então é o mais vendido da plataforma.

Mesmo com os esforços e investimentos da Microsoft na promoção do Windows Phone, esse ainda luta para roubar espaço de iOS e Android. E como hoje tudo gira em torno de apps, ter os mais populares disponíveis na plataforma não só agrada os usuários, como (principalmente) passa confiança a esses e a outros desenvolvedores. O sistema da Microsoft vive o dilema do ovo e da galinha: tem poucos apps porque não é popular ou não é popular porque tem poucos apps?

Nem tudo está perdido, porém. Mikael Hed, outro co-fundador e atual CEO da Rovio, disse à Reuters que Angry Birds Space sairá para Windows Phone e que inclusive já está sendo desenvolvido. Vesterbacka costuma fazer mais vezes o papel de porta-voz da Rovio, mas não dá para descartar Hed — afinal, o cara é o CEO, bitch.

A única certeza nessa história é que o alto escalão da Rovio anda meio bagunçado. Quanto ao Angry Birds Space no Windows Phone, a incógnita continua. [Bloomberg, The Verge, Reuters]