Uma das peças mais raras de hardware da história será leiloada daqui algumas semanas: um Apple-1. Além disso, ele está funcionando. Mesmo que a maioria das pessoas não tenha grana suficiente para dar um lance nele, é uma boa oportunidade para dar uma olhada nessa bela máquina, antes que ela desapareça na coleção de alguém.

• Uma das câmeras Nikon mais antigas do mundo foi vendida por US$ 406 mil num leilão
• Um garoto de 15 anos tem praticamente um museu da Apple

O Apple-1 que o leiloeiro alemão Breker disponibilizará no dia 20 de maio é um entre os oito kits originais da máquina que ainda estão funcionando. Em julho de 1976, Jobs e Wozniak fizeram 200 unidades e venderam 175. Esse foi só o começo do que se tornaria a empresa mais valiosa do mundo.

Ter um modelo desse funcionando já é uma raridade por si só, mas esse ainda vem com alguns extras e registros sólidos da sua origem, como o manual e documentação originais, os comprovantes da placa-mãe e do gravador cassette e até mesmo um registro de conversas telefônicas com Steve Jobs e Wozniak.

O Apple-1 era vendido originalmente como um kit de placa-mãe, então os donos precisam montá-lo sozinhos, além de conseguir os equipamentos periféricos e fazer um gabinete. O modelo do Instituto Smithsoniano de educação é assim:

apple-1-caseImagem: Wikipedia

Quem comprou um kit em 1976 pagou US$ 666,66, mas hoje a máquina custa um pouco mais. Um modelo similar que estava funcionando foi vendido em 2013 por US$ 617 mil. Os vendedores conseguiram fazer um ótimo negócio nesse caso. Eles tinham comprado o computador alguns meses antes por US$ 40 mil, mas ele não estava funcionando, então o consertaram, conseguiram uma assinatura de Wozniak e levantaram uma grana boa.

No vídeo abaixo há mais detalhes sobre o leilão que acontece nesse mês:

[MacRumors]