A Nortel era uma gigante canadense das telecomunicações, que decolou e despencou espetacularmente durante a bolha tecnológica de 2000. Desde 2001, a empresa tentou se reerguer, trocando de CEOs, demitindo funcionários e se reestruturando, mas não deu: em 2009, a Nortel entrou em concordata, interrompeu todos os serviços, e vendeu todos os bens. As patentes eram o que restava para a empresa acabar.

As mais de 6.000 patentes da Nortel são relacionadas a redes sem fio, redes de dados, 4G e internet. O Google queria as patentes como blindagem contra processos judiciais, mas saiu de mãos vazias do leilão. E assim continua a guerra de patentes. [Reuters]

Foto por Dan Isaacs/Flickr