Os porta-vozes da Apple fizeram um comentário raro sobre uma pesquisa de smartphones divulgada esta semana, segundo a qual as vendas do Android nos EUA chegaram a 28% no primeiro trimestre — 7% a mais que as vendas do iPhone.

A pesquisa sobre smartphones do NPD Group foi baseada em mais de 150.000 questionários completos, preenchidos online por consumidores nos EUA (compras corporativas não são consideradas) para cada mês do primeiro trimestre de 2010. O relatório coloca as vendas do BlackBerry em 36%, Android em 28%, e o iPhone em 21%. Apesar do lançamento do iPhone 4 ser esperado para junho, dando motivos o suficiente para que os consumidores esperem até lá para comprar um iPhone novo, a porta-voz da Apple Natalie Harrison desconsiderou os números da pesquisa:

"Este é um relatório bastante limitado sobre 150.000 consumidores nos EUA respondendo a uma pesquisa online, e não considera os mais de 85 milhões de clientes que usam iPhone e iPod Touch no mundo inteiro."

Tudo bem Natalie, mas o iPod Touch não é um smartphone, certo? E a pesquisa da NPD estava propositalmente restrita ao mercado americano, levando em consideração as vendas feitas somente no primeiro trimestre. De acordo com a Reuters, a porta-voz da Apple fez referência a um relatório da IDC publicado semana passada, segundo o qual a participação de mercado do iPhone é de 16,1% no mundo todo, atrás do BlackBerry e da Nokia, que estão em segundo e primeiro lugar no mercado global, respectivamente. Ou seja, o relatório da IDC coloca o iPhone em terceiro lugar — uh, que nem o relatório da NPD.

Ficar na defensiva não pega bem em você, Apple. [Reuters]