Você não pode culpar um artista de 1918 por pensar que os homens espaciais do futuro viajariam pelas estrelas a pouco mais de 53 metros por segundo (192 km/h). Mas achar que os astronautas passeariam pelo espaço com a carcaça toda aberta, estilo Santos Dumont? Maluquice total.

Tem também o problema dos principais planetas do nada aparecerem no céu noturno ao lado da Lua, mas tudo bem. As imagens são legais num estilo meio steampunk, meio biplanos no espaço, e todas aquelas pessoas nos conveses de observação ao ar (ar?) aberto certamente teriam uma vista e tanto! [Infomercantile via Dark Roasted Blend]