O mundo de criação de filmes e vídeos foi à loucura ano passado quando a Blackmagic Design anunciou sua Cinema Camera. Parece que os malandros estão de volta com um modelo de US$ 1.000 que cabe no seu bolso.

O cineasta John Brawley, o cara que testa e mostra as câmeras da Blackmagic, postou eu seu blog detalhes do que ele espera da Pocket Cinema Camera. O dispositivo conta com um sensor super-16, um pouco menos do que o do modelo maior Cinema Camera. Ele grava em Full-HD (30 fps no máximo) para ProRes ou CinemaDNG RAW, e supostamente tem os mesmos 13 pontos de faixa dinâmica. Em relação às lentes, ela tem entrada para micro 4/3, então você não vai poder usar as suas lentes da Olympus ou Panasonic, mas o foco automático e a estabilização de imagem devem funcionar bem.

blackmagic blackmagic2

Existem ainda algumas vantagens da Pocket Cinema Camera em relação à Cinema Camera original. A bateria é removível, e ela grava em cartões SD (a irmã mais velha gravada diretamente em HDs removíveis). Claro, a versão Pocket não grava em resolução 2.5K, mas Brawley insiste que a diferença entre as duas câmera em 1080p é quase nula.

Se a câmera entregar imagens de qualidade, será uma ótima opção para consumidores. O mercado de DSLR sobre de câmeras de vídeo dedicadas, e ter um dispositivo que pode gravar imagens com qualidade cinemática a um preço acessível certamente atrai muitos cineastas. Ela estará disponível em julho. Estamos ansiosos.

E se pequenas câmeras são o seu negócio, a Blackmagic também anunciou a sua 4K Production Camera. É essencialmente a mesma Cinema Camera, mas com um sensor Super35 e gravação em 4K em Pro RES e Compressed CinemaDNG RAW – por apenas US$ 4.000! [BlackMagic]