Usar cigarros eletrônicos pode ser uma boa forma de parar de fumar. Porém, ultimamente, estes produtos futuristas se tornaram um tipo diferente de perigo à saúde. Nesta quarta-feira (23), um homem no Grand Central Terminal, em Nova York (EUA), foi vítima de um cigarro eletrônico que explodiu em seu bolso. O vídeo de segurança do incidente é bem parecido com de outra explosão registrada no início deste mês.

Isto é o que acontece quando uma bateria de cigarro eletrônico explode no seu bolso
Estudo afirma que cigarros eletrônicos são 95% menos danosos que cigarros normais

Otis Gooding, que trabalha na Central Cellars em Nova York, estava atrás do balcão da adega que fica no Grand Central Terminal, quando seu cigarro eletrônico explodiu. Ele sofreu queimaduras de 3º grau no incidente após tentar desesperadamente tirar o dispositivo de seu bolso.

cigarro-explosao

“Infelizmente, não podíamos fazer nada que não fosse ligar para a polícia”, disse um dos colegas de trabalho de Gooding à CNN. “Otis colocou água no local até os paramédicos chegarem. Fiquei traumatizado de ver uma pessoa se machucar dessa forma.”

Os colegas de trabalho de Gooding observaram que o dispositivo foi customizado: a tensão elétrica dele foi aumentada para liberar mais essência. Ainda não está claro qual tipo de cigarro eletrônico a vítima modificou.

“Eu nunca tinha visto um cigarro eletrônico com tanta força como este. É um aparelho customizado do mercado de reposição, então você consegue mudar a tensão para que ele tenha desempenho maior”, disse um dos colegas da vítima.

Se você vai customizar seu cigarro eletrônico alterando a sua tensão, pode ser uma boa ideia deixá-lo longe de sua calça. Ou faz melhor: nem mude as características do cigarro para não dar ruim.