Acha que consegue lidar com um carro de F1? Antes de sair correndo para tentar, recomendamos fazer o teste da noz, igual ao Fernando Alonso.

Desde o advento da downforce (a força aerodinâmica que mantém o carro "preso" ao chão, num efeito contrário ao das asas de um avião) através dos pneus chatos e dos aerofólios de túnel de vento, os pilotos de corrida têm enfrentado um singelo problema: manter suas cabeças grudadas nos seus corpos. A Força-G em um carro de F1 chega a 8x a gravidade terrestre em algumas pistas, e este não é um problema pequeno. Mesmo uma Força-G de 3x já é algo difícil de suportar quando aplicada literalmente. A cabeça humana é uma esfera grande e pesada ligada ao corpo por um pescoço muito mais fino e menos resistente.

Então qual a solução? Desenvolver músculos invejáveis no pescoço.

Quando não está usando os tais músculos para manter a cabeça erguida dentro da sua nova Ferrari, Fernando Alonso pode usar seus músculos do pescoço para quebrar uma noz em duas quase sem esforço, como demonstrado aqui em uma festa com seus amigos espanhóis: