O Google não para de comprar empresas de robótica. Nos últimos dois meses, oito das 12 empresas adquiridas pela gigante das buscas contam com “robótica” no seu nome ou descrição. Eis uma lista completa do exército de robôs que atualmente está sob o comando do Google.

Como dito no meio da sequência de compras, o Google quer que as suas novas divisões robóticas continuem trabalhando nos projetos anteriores, e por que não deveriam? As recém-adquiridas empresas estavam fazendo um excelente trabalho. Algumas delas até venceram competições.

Tecnologia de robôs pode ajudar em carros autônomos, mas a gama dessas aquisições aponta para ambições ainda mais amplas. Novamente, não sabemos muita coisa. Todas farão parte da divisão Google X, que é secreta por definição. O que sabemos é o que essas novas empresas da família Google já fizeram, e isso pode nos dar algumas pistas.


Schaft Inc.

19dufpswmoyxrjpg

Esses caras são como estrelas do rock. A equipe japonesa que começou na Universidade de Tóquio acabou de ganhar o prêmio principal do desafio Robotics Challenge da DARPA graças à astúcia e agilidade do seu robô bípede. Após ser comprada pelo Google no começo de dezembro de 2013, a máquina azul da Schaft provou ser a melhor ao caminhar em terrenos irregulares, subir escadas, limpar detritos e conectar mangueiras, recebendo incríveis 27 dos 32 pontos possíveis.

A empresa originalmente foi criada para construir robôs de resposta a desastres após o acidente nuclear de Fukushima, em 2011, mas desde então aumentou seu escopo, em partes graças a um financiamento do governo dos EUA. Quem sabe até onde eles podem chegar sob o comando do Google?


Industrial Perception Inc.

A Industrial Perceptions Inc. é uma empresa de imagens que surgiu da empresa de robótica Willow Garage. Antes de ser comprada pelo Google em dezembro – um dia após a aquisição da Schaft – a IPI estava desenvolvendo tecnologia avançada para robôs guiados por visão 3D para serem usados em fábricas e logística. Isso inclui a habilidade de ver e distribuir objetos diferentes em uma fábrica, por exemplo. É possível imaginar uma empresa como a Amazon se interessando bastante por esse tipo de tecnologia, mas é um mistério o que o Google pretende fazer com ela.


Redwood Robotics

19duhoe8hi6ntjpg

A Redwood Robotics começou como uma joint venture entre a Meka Robotics, SRI Internacional e Willow Garage. E, assim como a IPI, ela sempre teve uma missão bem definida. A Redwood quer construir a “próxima geração de braços” para robôs. O fundador da Meka Robotics, Aaron Edsinger, disse certa vez que quer fazer para os braços robóticos o que o Apple II fez para os computadores. A Redwood quer construir braços robóticos que possam funcionar para pessoas mesmo no conforto dos seus lares. Isso significa ser a fabricante padrão de braços de serviços robóticos, para que, no futuro, todos os robôs pessoais usem braços da Redwood. Bem, agora ela é um braço do Google.


Meka Robotics

Como sua prima Redwood Robotics, a Meka é dedicada a construir robôs que consigam viver e trabalhar com seres humanos. A empresa descreve seu principal modelo, o M1 Mobile Manipulator, como tendo “tecnologias robóticas seguras e escala humana que vão permitir aos robôs do futuro trabalharem em conjunto com pessoas em casa e no local de trabalho”. O rosto estilo humano do robô pode até expressar algumas emoções, um recurso totalmente assustador.


Holomini

19dum1l18da02jpg

Mesmo antes de se juntar ao Google, o Holomini era bem secreto. Tudo o que sabemos do site, que foi desativado, é que a empresa se descreve como “criadores de rodas de alta tecnologia para movimento onidirecional”. A imagem acima é só uma foto padrão do que isso poderia significar.


Bot & Dolly

Se a Redwood e a IPI são as engenheiras da família, a Bot & Dolly é a artista. A empresa se descreve como “um estúdio de design e engenharia especializado em automação, robóticas, e produção de filmes”, com a missão “de avançar o controle de movimentos e automação como um meio criativo”. Isso significa que ela usa robôs para ajudarem na gravação de comerciais e em filmes como Gravidade. Não significa que o Google está pensando em entrar no mercado de filmes, mas ei, se um robô é bom o suficiente para filmar, o que mais ele consegue fazer?


Boston Dynamics

atlas update

Esta é a grande celebridade entre todas as empresas. Após comprar seis empresas de robótica em seis dias, o Google demorou esperou alguns dias para anunciar a sua principal aquisição. A empresa é conhecida por construir diversos robôs futuristas e realistas, como o Atlas (acima), e o Cheetah. Falamos dela aqui.


DeepMind Technologies

19dunlpgp0ka7png

A compra mais recente do Google está menos interessadas em robôs e mais em cérebros robóticos inteligentes. Ela se descreve como “empresa de inteligência artificial” que usa “as melhores técnicas de aprendizado de máquinas e sistemas de neurociência para construir algoritmos de aprendizado poderosos para fins gerais.” Com 75 pesquisadores e engenheiros de software, ela pode ser usada para o desenvolvimento de um hipotético Googlebot, ou até para contribuir no motor de busca da empresa. Afinal, os robôs são apenas mais um passo para o Google se tornar a empresa que está em todos os lugares, e faz de tudo.