Esta semana, o New York Times decidiu reacender uma antiga batalha entre andar e ficar parado nas escadas rolantes. E você sabe o que a pesquisa concluiu? “Você não deve andar em escadas rolantes”. Essa é uma decisão completamente errada e essencialmente anti-americana, por pelo menos quatro motivos.

• Estudantes criaram a menor cadeira de rodas elétrica do mundo para ajudar crianças com deficiência
• Algoritmo mostra como corridas compartilhadas por apps poderiam reduzir drasticamente o trânsito

Antes de apresentarmos nosso argumento completamente organizado e detalhado sobre por que andar nas escadas rolantes, vamos discutir o contexto histórico. A humanidade inventou máquinas para tornar a nossa vida mais fácil. Uma simples roda ajuda a transportar cargas pesadas para outros lugares. Um computador faz cálculos complicados com incrível velocidade e facilidade. Uma escada rolante ajuda você a ir para cima de maneira mais rápida e eficiente.

As máquinas não devem fazer todo trabalho por nós. Como as origens etimológicas da palavra sugerem, ela vem de “mekhos”, a palavra grega antiga que significa “conveniente” ou “remédio”, máquinas estão aqui para ajudar. Uma escada rolante é basicamente uma combinação de máquinas simples que fazem você subir ser mais fácil, mas elas só ajudam tanto quanto as suas energéticas pernas permitirem.

O problema é, escadas rolantes podem representar o ápice da preguiça americana se nós permitirmos. Afinal de contas, a escada rolante foi inventada ao final do século XIX, em uma época que os futuristas acreditavam que plataformas móveis um dia carregariam os pedestres ao redor das cidades sem qualquer esforço por parte dos humanos. Essa ideia nunca foi realizada, em parte porque os americanos perceberam que é impossível inovar e dominar enquanto você está parado. (Essa teoria é minha e baseada em uma intuição).

No que concerne este texto, no entanto, nós precisamos abordar algumas razões práticas para explicar por que andar em uma escada rolante é tão superior a ficar parado. Vamos lá.

1) Andar é mais rápido do que ficar parado

O maior motivo para você andar em escadas rolantes: você vai chegar ao topo mais rápido. Existem estudos que tentam refutar essa constatação. Em 2002, um estudo teórico da capacidade da escada rolante do London Underground descobriu que o clássico “fique parado na direita, ande na esquerda” na verdade levava a mais congestionamentos do que o preguiçoso “todo mundo fica parado”. Mas sabe o que é mais rápido do que algumas pessoas paradas e algumas pessoas andando? Todo mundo andando.

Agora, algumas pessoas defenderiam que matematicamente todo mundo parado impede o congestionamento e pode levar a tempos de viagem mais consistentes. Eles vão jogar algumas estatísticas na sua cara, e se você gostar desse tipo de coisa você pode ler a matéria chata sobre esse assunto no Times. O senso comum, no entanto, deixa uma coisa perfeitamente clara: andar é mais rápido do que ficar parado, e ponto final.

2) Andar faz você prestar atenção

Escadas rolantes podem ser perigosas. Não acredita em mim? Veja este vídeo de uma mulher caindo na maquinaria quando a escada rolante desmonta, ou este vídeo de uma escada rolante num shopping inesperadamente começar a funcionar para o outro lado, mandando os visitantes direto para o chão. Algumas pessoas defendem que andar pode ser mais perigoso do que ficar parado em uma escada rolante, parece bem óbvio que pessoas que estão andando prestam mais atenção aos seus arredores do que quem está parado.

Correr não é recomendado em nenhum cenário, já que até andar em solo firme pode levar a desastres. Correr em escadas rolantes quando bêbado é especialmente desencorajado, e existe até um estudo do Instituto Nacional de Saúde dos EUA que apoia esse conselho. Andar cuidadosamente e prestar atenção extra nas escadas rolantes, no entanto, esse é um plano que qualquer adulto responsável deveria apoiar.

3) Andar é saudável

Não precisa escolher nenhum estudo para defender isso. Andar é realmente bom para você. Pergunte ao seu médico. Sério, vá fazer um exame de rotina e diga, “Doutor, eu deveria andar regularmente?” Aposto uma grana com você que ele diria, “claro que sim”.

Ficar parado não é tão saudável quanto andar. Claro, é um pouco melhor para você do que sentar, mas você nunca deve em circunstância alguma sentar em uma escada rolante. Vá em frente e aumente esse batimento cardíaco. Trabalhe esses glúteos. Ande para cima nessas escadas móveis e veja o quão mais rapidamente você chegará ao seu destino. Se for da sua preferência, conte os degraus que você sobe para regular seu treino. Na verdade, não faça isso. Você deve prestar atenção ao andar em uma escada rolante.

4) Andar encoraja as pessoas a saírem do seu caminho

No final das contas, todo mundo que sobe em uma escada rolante quer chegar a algum lugar, mesmo as pessoas preguiçosas que ficam paradas lá com os olhos mortos de ovelhas. Não tem nada como a urgência de um andador de escada rolante fazer esses passageiros indiferentes saírem do caminho. Tente andar com energia em uma escada rolante e veja como os outros passageiros ficam maravilhados com a sua tenacidade e autoconfiança. Você pode até tentar pisar ruidosamente para mostrar para eles quem está chegando.

Os responsáveis pela indústria de escadas rolantes odeiam isso. O diretor do sistema de metrô de Washington DC recentemente sugeriu que todos os passageiros ficassem parados nas escadas rolantes porque elas são “equipamentos muito sensíveis”. Foda-se. Você não anda cuidadosamente em uma calçada para não gastar o cimento, certo? Vá em frente e marche orgulhosamente nessa escada rolante, e se sua estatura impressionante gastar as partes dela, então nós construiremos outra para substituí-la. Imagine quantos empregos você está criando!

[NYT]

Imagem do topo: Getty