Quando se trata de plataformas de streaming para gamers, o Facebook Live geralmente é deixado de lado. Plataformas como Twitch, YouTube ou Mixer têm feito um trabalho melhor em hospedar conteúdos gamers, e isso parece ser um problema que o Facebook quer resolver ao lançar seu novo programa piloto para criadores de conteúdo gamers nos EUA.

O Facebook está aos poucos percebendo que pode estar acabando com a democracia
O Facebook decidiu lidar com fake news te perguntando quais sites são confiáveis

Com esta iniciativa, o Facebook está implementando um novo sistema de monetização chamado Fan Support que permitirá que a audiência envie gorjetas para os streamers — será permitido enviar US$ 3 ou mais. Como outras plataformas que contam com sistemas semelhantes, o Facebook vai ficar com uma parte do que for enviado pela audiência, segundo o TechCrunch. A empresa, no entanto, não revelou qual a porcentagem ainda.

Embora isso pareça legal, vai ser necessário muito mais que gorjetas para fazer os gamers considerarem fazer transmissões ao vivo no Facebook. A questão é que os competidores do Facebook oferecem uma ampla gama de formas de pagar para os criadores de conteúdo, como assinaturas mensais, acordos de afiliados e, mais importante, receitas de propaganda ao compartilhar programas de parceiros. Isso tudo faz o recurso de suporte de fãs do Facebook parecer uma alternativa que lembra as doações via PayPal que muitos streamers contam para sobreviver — a única diferença é que o Facebook ficará com uma parte do que for doado.

Mas isso não é tudo. O Twitch, com todas as recentes controvérsias, como a do booby-streamers (pessoas estavam mostrando decotes para convencer a audiência a dar dinheiro para elas), tem formas melhores de monetização para streamers. Em muitos canais, apenas acompanhar o chat do Twitch é uma diversão em si, com todos os memes e emojis que rolam durante as discussões e a habilidade de hospedar outro canais de streaming quando estiver offline. Enquanto isso, no YouTube, muitos streamers adotaram a prática de fazer upload dos vídeos em seus canais para serem mais fáceis de serem achados e posteriormente ganhar algum dinheiro com isso. Até o momento, o Facebook não oferece nada disso.

Em vez disso, o que o Facebook tem para seu novo serviço é um guia, com dicas gerais de boas práticas para angariar audiência. Parece até um guia idiota para quem vai iniciar streaming. Dê uma olhada abaixo (em inglês) em algumas das dicas para “transmitir like a boss”. Tem itens como: considere a iluminação do local onde se está, escolha um local com bom sinal de internet, converse com sua audiência, tenha uma regularidade, etc.

Ok, o comentário anterior foi um pouco duro. No entanto, se o Facebook quiser levar a sério a transmissão de games ao vivo, implementar um sistema de gorjetas é muito pouco. Querer ter este tipo de conteúdo e oferecer tão pouco para os criadores, com certeza, não vai funcionar.

Foto do topo por Facebook