Miitomo… parece que foi ontem o lançamento do primeiro aplicativo móvel da Nintendo, levando um pouquinho da magia e alegria do Mario para as telas dos celulares. Mas depois de menos de três anos no mercado, a Nintendo está pronta para matar o app Miitomo nos próximos meses, mais precisamente em 9 de maio.

Nintendo Labo, a última engenhoca da Nintendo, é feita de papelão e custa US$ 70
A legislação dos EUA está atrasando o lado de fãs que querem salvar games online abandonados

Apesar de triste, é uma decisão compreensível, já que o Miitomo mais parecia com uma estranha rede social do que qualquer outro clássico da Nintendo como Mario ou Zelda. Inclusive, o mais próximo de “jogo” que o app possuía eram as máquinas caça-níqueis virtuais que permitiam aos usuários fazer apostas com a moeda virtual do jogo em tentativas de ganhar roupinhas temáticas dos jogos da Nintendo para seus avatares.

Além disso, apesar de ter conquistado o primeiro lugar na App Store da Apple quando foi lançado em março de 2015, a popularidade do aplicativo vem caindo desde então. De acordo com informações do serviço de rastreamento de apps App Annie, o Miitomo está atualmente no 150º lugar na categoria “rede social” na App Store americana. Ele se sai um pouco melhor com o Google, onde o aplicativo está em 74ª lugar entre os apps “sociais” mais populares da Play Store nos EUA. Agora compare estes números com os de Super Mario Run, ranqueado em 15º e 48ª na categoria “jogos” da Play Store e App Store, respectivamente.

A pontuação desanimadora do Miitomo conta apenas um pedaço da história. No começo deste ano, a Nintendo desativou o Miiverse, predecessor do Miitomo que servia para conectar jogadores dos consoles da geração anterior, como o Wii U e 3DS. O desligamento do Miitomo é apenas mais um ponto no plano da Nintendo em produzir um futuro dedicado ao Switch.

De alguma forma, o Miitomo precisava morrer. Miis, apesar de fofinhos, são relíquias do passado. E se você observar os jogos mais populares do Switch, há muita pouca integração com os Miis, além de Mario Kart 8 Deluxe, que nada mais é que uma versão remodelada do Wii U. Se você prestar atenção, perceberá que a Nintendo está se afastando dos Miis. Pouco lucro e baixa popularidade apenas tornaram fácil para a Nintendo desligar os aparelhos que mantêm o aplicativo vivo.

O real teste virá quando o sistema online da Nintendo for lançado de verdade, algo que deve acontecer em algum momento deste ano. No entanto, o cronograma deste lançamento já sofreu alguns atrasados, e baseado no complicado e escasso sistema multiplayer que atualmente funciona em jogos como Splatoon 2, a Nintendo tem muito trabalho pela frente.

Assim que a companhia conseguir colocar ordem na casa, talvez então possamos começar a pensar em um real substituto para o Miiverse. No entanto, eu não apostaria nisso, porque conforme esforços anteriores mostraram, manter, cultivar e moderar uma rede social é muito mais difícil do que a Nintendo poderia ter imaginado.