Ciência

Foto de cientista salvando aparelho preso no gelo vence concurso da Nature

Concurso da Nature premia cientistas que retratam seus trabalhos; vencedor fotografou dificuldade com equipamento em geleira da Groenlândia
Imagem: Richard Jones/ Nature Working Scientist/ Reprodução

A revista Nature anunciou nesta terça-feira (23) o vencedor do concurso de fotografia Working Scientist, premiação que busca destacar as melhores imagens criadas por pesquisadores durante seus estudos.

Com IPTV de graça
SAMSUNG Smart TV Crystal 50" 4K
R$ 2.349

Como foi o concurso da Nature

Após análise de um júri composto pela equipe da Nature e três editores de revistas de fotografia, uma imagem inusitada ficou em primeiro lugar. De Richard Jones, a foto vencedora mostra o resgate de uma máquina chamada CTD (condutividade, temperatura, profundidade, da abreviação em inglês).

O aparelho ficou preso sob o gelo marinho na costa nordeste da Groenlândia e, durante o registro, estava sendo retirado do local. O pesquisador e fotógrafo ganhador é um glaciologista da Universidade Monash, em Melbourne, Austrália.

No total, o concurso recebeu mais de 200 inscrições de pesquisadores de todo o mundo.O vencedor e os outro quatro cientistas classificados receberão um prêmio de £ 500 (aproximadamente R$ 3206, em conversão direta). No entanto, o dinheiro será entregue por meio de vouchers da Amazon ou uma doação para instituições de caridade.

24% de desconto
Xiaomi Redmi Note 13 8+256G Global
R$ 1.186

A história por trás da foto

Em geral, as máquinas chamadas de CTDs medem como as propriedades do oceano, como salinidade e temperatura, variam com a profundidade. Mas, para isso, elas são ancoradas no fundo do mar.

No caso desta máquina em específico, o gelo marinho se fechou por cima do equipamento, impedindo seu retorno à superfície. Por isso, os pesquisadores tiveram de quebrar a crosta congelada ao seu redor, contornando o equipamento. Só assim conseguiram resgatá-lo.

“Você está batendo no gelo e rompendo-o. Portanto, a navegação não foi particularmente calma durante a maior parte da viagem”, conta Richard Jones, autor da fotografia. Embora tenha vencido o concurso em 2024, a imagem é antiga: foi tirada em setembro de 2017, segundo o pesquisador.

Ele destaca o contraste de cores de sua foto vencedora do concurso da Nature. Na época, o cientista estava acostumado com a paisagem de gelo branco e azulado. Contudo, na imagem, o vermelho do guindaste e o laranja das roupas dos profissionais complementam a cena.

Em sua pesquisa, Jones estima as taxas de perda de gelo das camadas de gelo em glaciais de todo o mundo.

O Giz Brasil pode ganhar comissão sobre as vendas. Os preços são obtidos automaticamente por meio de uma API e podem estar defasados em relação à Amazon.
Bárbara Giovani

Bárbara Giovani

Jornalista de ciência que também ama música e cinema. Já publicou na Agência Bori e participa do podcast Prato de Ciência.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas