Os aplicativos que usamos no dia-a-dia geralmente são bem desenhados e pensados para funcionar intuitivamente. Em prêmios de design, é comum que os apps destacados sejam aqueles que mostram as informações e dados com clareza e que ofereça caminhos ágeis para o usuário chegar onde quer.

No entanto, existe uma porção de serviços que aparentemente não estão muito preocupados com isso ou até estão, mas ao seu modo, e sem ligar muito em mudanças que podem confundir ou irritar bastante os usuários. Abaixo, algumas questões de interface que irritam bastante:

Tarifa dinâmica escondida no Uber

O Uber sempre deixou claro quando a tarifa dinâmica estava sendo aplicada. Um ícone de relâmpago aparecia na parte inferior do app; a interface mostrava um alerta grande do multiplicador; e você tinha a opção de aceitar o valor mais alto (digitando o multiplicador) ou ser avisado se a tarifa dinâmica baixasse nos próximos trinta minutos.
uber-tarifa-dinamica
Porém eles decidiram mudar a interface e deixar o alerta da tarifa mais alta bem escondido. O ícone de relâmpago e o pop-up do multiplicador foram removidos. O valor passou a ser fixo, apenas com um texto em cor mais clara avisando sobre “demanda maior”. Recentemente a companhia anunciou uma grande reformulação no visual e manterão esse método.

Para saber quando o Uber está cobrando mais, é só recorrer ao Google Maps: coloque o destino e veja as rotas de transporte individual. O app mostra qual tarifa está em vigor e compara com a concorrência – se o preço dinâmico estiver valendo, o ícone do raio com o multiplicador é exibido.

Player aleatório gigante no Spotify Premium

O Spotify permite que usuários da versão gratuita utilizem o aplicativo para celulares, mas as músicas são reproduzidas de forma aleatória. Então, quando você entra na página de um artista é mostrado esse botão gigante escrito “Ordem Aleatória”. O problema é que quem paga pelo serviço vê esse mesmo botão, em vez de um botão “Play” que toque tudo na ordem.
spotify-aleatorio
E no geral, o Spotify é bem inconsistente entre as plataformas. No aplicativo para desktops, o botão verde destacado é justamente o “Play”.

O inbox escondido do Spotify no iOS

O Spotify também uma pegada social diferente de outros serviços de streaming. É fácil compartilhar uma música com um amigo que também utiliza o app, vai tudo para uma caixa de mensagens e ali mesmo você pode trocar ideia sobre o som.
spotify-ios-mensagens
E aqui vai mais uma prova de como ele é inconsistente. É fácil ver se tem alguma novidade no seu inbox no Android – arraste o menu hambúrguer e clique no ícone de sino. No iOS, o caminho é completamente confuso – acesse sua biblioteca, toque na sua foto e só então encontre o sino. No computador, por sua vez, as mensagens não ficam no ícone de “sino”, mas num ícone que lembra uma caixa de entrada.

Posições dos botões do Tinder

botoes-tinder
Foi-se o tempo que o Tinder só tinha as opções “Like” ou “Dislike”. Agora, a página inicial do app mostra cinco botões diferentes nesta ordem: desfazer, dislike, boost, like e super like. Faz parte do modelo de negócio dos caras, mas o que incomoda é que ao visualizar o perfil de alguém essa ordem muda e passa a ser dislike, superlike e like.

Instagram sem ordem cronológica

Desde junho o Instagram organiza a linha do tempo “com base nas suas preferências”. Claro que logo depois um monte de gente protestou por causa da decisão e pediu para que os seguidores ativassem as notificações, para serem alertados sempre que uma nova foto fosse publicada.

Embora o algoritmo do Instagram seja eficiente e raramente repita as fotos que você já viu – ao contrário do Facebook – não há nenhuma opção para manter a ordem cronológica – ao contrário do Facebook, novamente. E é isso que incomoda, seria mais conveniente ter a opção de escolher qual dos dois modelos é o preferido.

O joinha do Facebook Messenger

Eu aprendi a lidar melhor com ele, mas o joinha no Facebook Messenger continua irritante. Ele fica ali, no lugar do botão enviar enquanto não há nada escrito na caixa de texto. E já perdi as contas de quantas vezes o mandei sem querer – ao tocar para enviar uma mensagem duas vezes, sem querer, por exemplo.

facebook-messenger-joinha

Ele pode ser a resposta padrão para algumas mensagens e agilizar bastante a comunicação. Mas, bem, o Facebook poderia ter colocado ele ali em cima, junto com esse monte de ícones para enviar uma foto, áudio ou adesivo.

E você, lembra de alguma interface que achou pouco intuitiva ou irritante? Compartilhe nos comentários!

Imagem do topo: DariuszSankowski/Pixabay.