O Firefox pode ganhar anúncios na interface em breve: a Mozilla está pensando em colocar conteúdo patrocinado na “nova aba”.

Em seu blog oficial, a Mozilla explica que quer reinventar a “nova aba” para novos usuários. Normalmente, ela inclui nove blocos que inicialmente ficam vazios; eles são preenchidos à medida que você usa o navegador. Mas isso pode mudar com os Directory Tiles:

Alguns destes blocos virão do ecossistema da Mozilla; alguns serão sites populares em uma determinada localização geográfica; e alguns serão conteúdo patrocinado de parceiros escolhidos a dedo… Os blocos patrocinados serão claramente identificados como tal, e levarão para conteúdo que acreditamos que os usuários irão gostar.

Basicamente, a nova aba pode ganhar anúncios. A Mozilla diz que ainda não definiu todos os detalhes, mas provavelmente não será algo obrigatório: acreditamos que você poderá escolher se ativa o recurso.

A própria Mozilla tem um lema “personalização com respeito“: eles sabem que o conteúdo digital é financiado por propagandas, mas acreditam que qualquer coleta de dados pessoais deve ser feita com a autorização do usuário.

A Mozilla está trabalhando em outra iniciativa: a análise do seu histórico – novamente, com seu consentimento prévio. A ideia é descobrir quais assuntos lhe interessam através dos sites que você costuma visitar. Então, esses interesses – e não o seu histórico! – seriam enviados para que sites personalizassem sua experiência. Cada site tem que pedir sua autorização. Você pode testar isto usando este complemento para Firefox.

É uma abordagem mais cautelosa que a adotada pelo Google, que costuma ativar vários recursos – inclusive alguns que diminuem sua privacidade – sem a sua autorização prévia. Você só tem a opção de desativá-los.

Mas por que a Mozilla está tão interessada em anúncios? Eles mesmos explicam o motivo:

Estamos muito animados sobre os Directory Tiles porque eles têm valor inerente para nossos usuários, se alinham com a nossa visão de uma internet melhor através da confiança e transparência, e ajudam a Mozilla se tornar mais diversificada e sustentável como um projeto.

Ênfase nossa. Basicamente, a Mozilla precisa de dinheiro – assim como toda organização – e os anúncios serão uma fonte adicional de renda. Vale lembrar que quase toda a receita da Mozilla vem do Google: em 2011, eram 85%; no ano seguinte, isso aumentou para 90%. O contrato com o Google expira em novembro de 2014; ele pode ser renovado, mas é melhor se diversificar.

O Directory Tiles ainda não tem data para ser lançado. [Mozilla via SlashDot]