De acordo com um recente relatório de inteligência, o novo míssil – um Dong Feng 21 modificado – pode atacar porta-aviões e outras embarcações de guerra em uma área de 2.000 km a partir do seu ponto de lançamento. A nova arma carrega uma ogiva poderosa o suficiente para afundar um superporta-aviões com um único ataque, viajando a mach 10 (dez vezes a velocidade do som) – o que permite que ele alcance um alvo a 2.000 km em menos de 12 minutos.

Pior ainda: sua combinação de sistema complexo de orientação e alta maneabilidade torna-o quase impossível de ser interceptado. Os rivais torcem para que seus almirantes sejam bons em batalha naval. [Defense Tech]