O novo iPad tem a linda tela Retina, mas um teste do AnandTech mostra que seu predecessor ganha na autonomia da bateria.

Recentemente o iPad 2 ganhou um processador atualizado e um novo número/modelo, iPad 2,4, e isso melhorou a autonomia do tablet, que agora consegue ficar mais tempo longe da tomada do que ambos o novo iPad e o iPad 2 original. Por US$ 100 a menos, você recebe mais energia. O AnandTech testou o desempenho dos três modelos em jogos, navegação web e execução de vídeo e descobriu que esse modelo novo do iPad 2 foi o último a pedir água em todos os testes. Ironicamente, aquela bela e cristalina tela do novo tablet da Apple é parcialmente culpada pela sua sede de energia, bem como o processador mais parrudo. A adição dessas duas novidades, tidas como as razões para se comprar o novo iPad, não vêm sem sacrifícios.

Embora isso vá contra a ideia de que o novo é sempre o melhor, você talvez devesse considerar a segunda versão do iPad atualizada se quer um tablet. Como constatou o Gawker, um monte de gente não consegue sequer diferenciar o novo modelo do anterior. [AnandTech, Engadget]

iPad 2,4.