No dia 24 de fevereiro de 2011, a nave espacial Discovery foi lançada pela última vez. Hoje, doze dias depois, ela voltou à Terra com direito a uma mensagem do Capitão Kirk.

Estas são todas as viagens da Discovery, que esteve em órbita por 365 dias durante 39 missões. Seu número de saídas de nosso planeta é o maior em toda a história das naves espaciais. Durante todas as missões, ela foi uma máquina formidável e impressionante.

Discovery facts:

• A Discovery foi entregue de sua fábrica em Palmdale, Califórnia, para o Kennedy Space Center em 9 de novembro de 1983.

• Sua primeira missão — a STS-41 D — foi em 30 de agosto de 1984. Ela foi um sucesso, com aterrissagem no dia 5 de setembro.

• Desde então ela participou de 39 missões, levando 246 pessoas e toneladas de carga para o espaço.

• Seu trajeto total é o equivalente a 5.628 órbitas ao redor da Terra.

• No total, são impressionantes 238.539.663 quilômetros. Isso significa, aproximadamente, uma ida e volta ao Sol.

• Ela colocou 31 satélites em órbita.

• Um desses satélites foi fonte de informação para todo o mundo durante mais de duas décadas: na missão STS-31, no dia 24 de abril de 1990, a Discovery colocou o telescópio Hubble em órbita. Nosso mundo e nossa percepção do universo mudou poucos dias depois.

• Ela foi a primeira nave espacial a ser lançada no espaço após o desastre da Challenger.

• Na missão STS-82, a Discovery atingiu a altitude mais alta de toda a história do programa espacial.

• Ela transportou Sergei Krikalev, o primeiro russo a participar de uma missão da NASA.

• Ela também transportou de volta para o espaço o senador e ex-astronauta John Glenn, na missão STS-95 em 29 de outubro de 1998. Glenn foi o primeiro americano a orbitar à Terra e também o homem mais velho a adentrar o espaço.

• De forma estranha, a Discovery retornou ao espaço após o desastre da nave Columbia em primeiro de fevereiro de 2003. Foi também a primeira nave com lançamento noturno após a Columbia.

• Na missão STS-63, que partiu no dia primeiro de fevereiro de 1995, ela teve um encontro com a estação russa MIR, com a participação da primeira mulher piloto do programa aéreo espacial: Eileen M. Collins.

• Ela foi a nave final que se acoplou com a estação espacial russa MIR, durante a missão STS-91, do dia 2 de junho de 1998.

• A Discovery adentrou a Estação Espacial Internacional 13 vezes.

Após seu último pouso, hoje, a Discovery será desativada e enviada ao Museu Nacional do Espaço e do Ar do Smithsonian Institution, onde ela irá substituir a Enterprise (a única nave espacial que nunca voou para o espaço).

Trata-se de um dia muito triste para a história da exploração espacial. Adeus, Discovery. Você nunca será esquecida.