Uma das grandes vantagens do OLED é que ele pode ser flexível – tão flexível, na verdade, que pode ser enrolado ao redor de um lápis. A Sony pegou o protótipo de 0,3mm de espessura feito em 2007, e fez um novo – com apenas 80 micrômetros de espessura.

Isto é cerca de dez vezes o tamanho de um glóbulo vermelho do sangue, ou um pouco mais fino que um fio de cabelo. O OLED tem 4,1 polegadas, resolução 432×240 e uma taxa de contraste de menos de 1.000:1.

É algo completamente novo para a Sony, que afirma ser esta a primeira tela OLED que consegue exibir vídeo mesmo enrolada (ao redor de um cilindro com 4mm de raio) ou esticada.

Nós vemos muitos conceitos malucos aqui no Gizmodo, como este computador-relógio flexível no qual colocaram o logotipo da Sony. Mas uma tela OLED capaz de exibir imagens em movimento mesmo enrolada, por ser superfina? Isso é o futuro. [Akihabara News]