A Razer teve uns dos produtos mais legais da CES em 2017. Primeiro, um enorme notebook 12K de 17 polegadas com três telas e LEDs suficientes para iluminar uma pequena estrada. Depois, o elegante projetor com aspecto alienígena que expande a imagem de um jogo para além das bordas da TV. Ficamos impressionado com esses protótipos. Assim como alguns ladrões, que roubaram pelo menos duas amostras do estande da Razer durante a apresentação.

• O Project Ariana, da Razer, é uma das ideias mais interessantes para games na CES
• Nvidia está trazendo grandes jogos para os Macs e a experiência parece ótima

“Acabo de ser informado de que dois de nossos protótipos foram roubados de nosso estande na CES, hoje”, anunciou Min-Liang Tan, CEO da Razer, via Facebook. Além de reconhecer os furtos, Tan sugeriu também que os ladrões podem ter sido motivados por ganância ou espionagem industrial. Entretanto, o CEO não revelou a informação mais crucial: quais protótipos foram roubados.

Levando em conta que os dois protótipos estavam sendo exibidos em configurações extremamente controladas, com muitas características planejadas e promovidas ainda fora de funcionamento, é seguro afirmar que, se foram roubados por diversão e não lucro, os ladrões ficarão bastante decepcionados com suas aquisições ilícitas.

Entramos em contato com a Razer, o Departamento de Polícia Metropolitana de Las Vegas e a CTA (que organiza a CES) para mais detalhes e atualizaremos a nota quando tivermos uma resposta.

Imagem do topo: Razer via Facebook.