Ela sabia que não tinha enviado nenhum e-mail, então ela abriu o anexo, que era um auto-retrato do seu agressor enviado para ele mesmo. Ela encaminhou a foto para a polícia, que rapidamente emparelhou com uma foto de rosto de Dacquan Mathis.

Fukuda fez a jogada nada brilhante de enviar um e-mail diretamente para Mathis, falando para ele que a polícia estaria em seu encalço. Ele alegremente respondeu: “Eu vou matar você! Eu sei onde você mora, eu sei onde você trabalha. Eu vou mandar uns caras aí”.

Mas todos já sabemos como isto termina – os policiais o prenderam e ele confessou o assalto do iPhone além de outro delito envolvendo um iPod.

Moral da história: sempre que você roubar alguém equipamento tecnológico, certifique-se de que você sabe como ele funciona, ou então zoarão da sua cara em vários blogs. Ah, e você vai pra cadeia e tal. [NY Post via GothamistValeu, Ace!]