O MOTO Development Lab (não confundir com a Motorola) desenvolveu um método simples de analisar touch screens capacitivos usando aplicativos de desenho. Eles colocaram o iPhone, Nexus One, Droid/Milestone e Droid Eris (não disponível no Brasil) lado a lado e provaram que nem toda tela de toque é criada igual.

O teste é simples, e você pode fazer em casa: desenhe lentamente com seus dedos linhas cruzando a tela. Se elas forem suaves e retas, seu touch screen é relativamente preciso. Se elas forem meio onduladas e blocadas, o seu telefone pode não estar dando a seus dedos a atenção que eles merecem.

O teste do MOTO mostrou que o iPhone tem a melhor experiência de touchscreen entre os quatro, com linhas suaves e retas. O Motorola Droid/Milestone foi o pior deles, com as linhas parecendo tão ordenadamente tortas que pareciam peças de um quebra-cabeças. O Eris e o Nexus ficaram mais ou menos no meio do caminho. 

Se linhas tortas são sintomas de um touch screen abaixo da média, o laboratório sugere que a doença pode ter como causa uma combinação de um sensor muito grande, uma taxa de atualização baixa, ou um algoritmo muito pouco preciso. [MOTO Development Labs]