Não tem sido a mais simples das caminhadas, mas depois de seu lançamento em 2015, o Windows 10 enfim ultrapassou o Windows 7, que já tem oito anos na estrada, como o sistema operacional mais popular da Microsoft.

De acordo com o Statcounter, o Windows 10 esteve em 42,78% dos computadores Windows em janeiro de 2018, contra 41,86% do Windows 7. Em números crus, o Windows 10 foi instalado em mais de 500 milhões de dispositivos até o último mês de maio, o que é impressionante, mas ainda relativamente distante do objetivo de um bilhão que o chefe de Windows e dispositivos da Microsoft, Terry Myerson, previu na conferência Build de 2015.

Imagem: Statcounter

A essa altura, você deve estar dizendo sarcasticamente para si mesmo: “Tá, e daí?” Na verdade, existe uma série de razões pelas quais você deveria se importar. Primeiro de tudo, as atualizações, porque a Microsoft já desligou o suporte principal para o Windows 7. Portanto, embora você ainda receba patches de segurança periódicos até que o suporte estendido do Windows 7 acabe em 2020 (que não está tão longe), você não deve esperar nenhum recurso ou melhoria novos no Windows 7.

Outra razão é que o Windows 7 é simplesmente velho. Lançado em 2009, ele não foi projetado para o tipo de ambientes computacionais modernos que temos agora. Ele não dá conta de telas de alta resolução (ou múltiplos monitores) muito bem, não existe suporte embutido para coisas como leitores de impressão digital ou o reconhecimento facial Windows Hello, e tentar usar uma touchscreen em algo com o Windows 7 pode ser considerado uma forma de punição cruel e incomum. E nem me faça começar a falar sobre o suporte a caneta stylus horroroso do Windows 7.

Mesmo em comparação com o fracasso que foi o Windows 8, o Windows 10 oferece várias melhorias, incluindo a capacidade de jogar janelas para o canto, ter resumos significativos do que está acontecendo com o armazenamento do seu sistema, um sistema de notificações bem melhor, entre outras coisas. E, é claro, também tem coisas como a Cortana, que oferece novas maneiras de você usar e interagir com seu dispositivo.

Imagem: Microsoft

Se você gosta de jogos, você está diretamente se prejudicando ao se recusar a atualizar. O DirectX 12, uma biblioteca de gráficos usada por desenvolvedores para renderizar todos os polígonos e efeitos chiques que vemos em jogos modernos, só está disponível no Windows 10. Claro, seus jogos ainda rodam em sistemas operacionais mais antigos, mas eles não vão rodar tão rápidos ou eficientes quanto fariam no sistema operacional mais recente. O Windows 10 também tem funções embutidas que lhe permitem tirar capturas de tela ou fazer gravações sem perturbar sua jogabilidade, usando atalhos simples.

Para pessoas donas de um Xbox, as coisas ficam ainda melhores com o Windows 10, que permite que você transmita jogos do seu PC para o console, permaneça em contato com seus amigos por meio do app de Xbox e até jogue games comprados no Xbox em seu computador (ou vice versa), graças ao Play Anywhere, da Microsoft.

Depois do lançamento do Windows 10, a Microsoft ofereceu a todos os usuários de Windows 7 uma atualização gratuita para seu novo sistema operacional. E embora eu não culpe quem não tenha atualizado imediatamente, agora já não tem mais desculpa. Por sorte, parece que, apesar dos planos da Microsoft de desligar a atualização gratuita no fim de 2017, o programa parece ainda estar funcionando, pelo menos por enquanto.

Eu entendo que algumas pessoas talvez não tenham a opção de atualizar devido a políticas draconianas de escritório ou potenciais incompatibilidades de software, mas isso não deve valer para todo o meio bilhão de pessoas ainda usando o Windows 7.

Então, o que é que você está esperando? Já está na hora de atualizar. Embora a maioria das pessoas não goste de mudanças, não é legal ser a última pessoa do bar, lembrando, embriagada, dos bons e velhos tempos enquanto todo mundo já está tentando limpar o local e fechar tudo.

[Statcounter]

Imagem do topo: Microsoft