Na semana passada, rumores diziam que o YouTube exibiria conteúdo 4K na feira CES usando o codec VP9. Na prática, o acontecimento foi bem mais tímido do que esperávamos – só o encontramos no estande da Sony – mas pudemos dar uma olhada rápida no que o Google está preparando para telas Ultra HD.

Vale esclarecer que o YouTube já possui vídeos em 4K há anos. A novidade aqui é o uso do codec VP9, que promete menor consumo de dados. Mas como fica a qualidade de imagem?

Depois de passar horas e horas admirando imagens em 4K nativo, dá para notar que há algo de estranho no vídeo do YouTube. Ele não estava sendo transmitido pela internet – para a demonstração, o vídeo codificado em VP9 estava armazenado na TV – mas era possível notar um granulado incômodo na imagem, especialmente quando eu me aproximava da TV. É difícil capturar isso em fotos, mas esse artefato de compressão fica mais aparente do que eu gostaria em uma tela com altíssima resolução.

youtube 4k

Um representante da Sony me disse que todas as novas TVs da Sony terão suporte ao codec VP9; as TVs da empresa já no mercado devem ganhar suporte através de uma atualização de software. O Google deve anunciar em breve mais informações sobre o YouTube em TVs 4K.

Enquanto isso, o Netflix também deve apostar forte no 4K. O CEO Reed Hastings anunciou que todo o conteúdo original do serviço de streaming será gravado em UltraHD. Além disso, House of Cards estará disponível em 4K, inicialmente nas TVs da LG. A série do Netflix foi originalmente gravada nessa resolução.

[Felipe Ventura está em Las Vegas cobrindo a CES para o Gizmodo Brasil]