Recentemente, o Google Maps ganhou destaque por um motivo bem diferente de sua principal finalidade. Como você viu aqui no Gizmodo, o aplicativo de rotas do Google virou notícia por ajudar a polícia italiana a capturar um ex-mafioso. O mais impressionante é que não foi a primeira vez que a ferramenta auxiliou as autoridades a encontrarem foras da lei. Confira a seguir cinco vezes que o Maps ajudou a polícia a capturar criminosos.

Mafioso italiano

O caso mais recente e que ganhou os noticiários mundo afora foi o caso do mafioso italiano condenado à prisão perpétua por assassinatos cometidos na Sicília nos anos 1990. O criminoso chegou a ser preso, mas conseguiu fugir da prisão em Roma e estava foragido há 20 anos (e vivendo com um novo nome e profissão) na Espanha.

A polícia italiana já tinha algumas pistas e utilizou imagens do Google Maps para confirmar as suspeitas. O mafioso foi identificado em imagens do Street View em um restaurante chamado “La Cocina de Manu”, em alusão ao nome falso que utilizava. O criminoso chegou a perguntar aos policiais como haviam o encontrado, já que ele não tinha contato com a família na Sicília há pelo menos 10 anos.

Sequestrador

Um homem procurado pelos crimes de sequestro e violência sexual na cidade americana de Milwalkee, Wisconsin, foi encontrado graças aos dados de geolocalização do Google. A polícia local utilizou um “mandado de georreferenciamento”, no qual foi possível acessar os dados de localização de pessoas no momento em que o crime ocorreu.

Isso foi possível porque a vítima viu o agressor acessar o Google Maps no momento do crime. O homem foi encontrado pela polícia, preso e condenado a penas que, somadas, ultrapassam os 100 anos.

Assaltantes gêmeos holandeses

Dois assaltantes foram identificados pela polícia após a vítima encontrar fotos de pessoas muito parecidas no Street View. Após levar a imagem até as autoridades, os policiais solicitaram ao Google que retirasse o blur do rosto dos criminosos para identificá-los e realizarem a prisão.

De acordo com os policiais, as câmeras do Google capturaram a imagem dos assaltantes apenas alguns minutos antes do crime acontecer.

Traficantes

De acordo com o New York Post, três pessoas foram presas em uma operação policial após terem suas imagens capturadas pelas lentes do Google. Os indivíduos foram flagrados vendendo heroína e foram presos com mais outras quatro pessoas também acusadas de tráfico de drogas.

Ladrão de carros

Um ladrão de carros foi identificado após o filho de 11 anos de uma de suas vítimas encontrá-lo em uma imagem do Street View. O homem foi fotografado ao lado do carro que estava prestes a roubar.

Neste caso, a polícia também solicitou cooperação do Google, pedindo que eles retirassem o “blur” do rosto do suspeito. No fim das contas o homem foi identificado e capturado pela polícia.