Você sabia que dá para calibrar sua TV sem precisar pagar por isso? Existem configurações no próprio televisor que permitem esses ajustes e, se você se ligar em cada detalhe, não leva mais que cinco minutinhos.

Vale ressaltar que fazer através de uma sonda de calibração profissional obviamente trará melhores resultados. No entanto, também é possível fazer com base na nossa visão e com a ajuda de determinados padrões.

Confira algumas dicas:

Ajustes de brilho e contraste

1- Para começar, dois pontos básicos, mas super importantes para calibração da TV: o brilho e contraste. Com o brilho, modificamos a profundidade dos pretos na tela, podendo ajustar como nossa televisão se comporta nas cenas mais escuras.

Se definirmos o brilho para o máximo, os pretos aparecerão acinzentados e a imagem em geral não terá mais aquela “intensidade” em determinadas cenas. O objetivo é equilibrar esse brilho.

Ao reproduzir o padrão que vemos no vídeo abaixo, devemos ter claro que nosso objetivo principal é que o nível 16 da imagem seja o mais preto possível, enquanto a partir de 17 eles piscam em uma tonalidade diferenciada, puxando para o cinza. Para isso colocamos o brilho no mínimo e subimos até o número indicado.

2- O contraste é o par perfeito do brilho, pois ele é responsável por gerenciar o nível de branco da televisão. Se colocarmos o contraste no máximo, perceberemos uma imagem com “muita intensidade”, e supersaturada nas áreas mais claras.

Para ajustar corretamente o nível de contraste na faixa padrão, basta seguir com o contraste no máximo e descer até que os níveis que vão de 230 a 234 pisquem, igual ao vídeo abaixo.

Nitidez

3- Ao contrário do que muitos pensam, aumentar o parâmetro de nitidez na televisão ao máximo não fará com que a imagem pareça melhor. A real função desse ajuste é modificar os detalhes da imagem, e não mexer nela por inteiro.

Para usufruir dessa ferramenta da melhor maneira, o ideal é equilibrar esse parâmetro, ou seja, não encontrar sinais digitais na imagem, nem ver que as bordas são suavizadas demais a ponto de não apreciar o nível de detalhe. Para ajustar, basta seguir as orientações do vídeo abaixo.

Ajustes de cor

4- Esse ajuste está mais de acordo com o estilo de cada pessoa do que necessariamente de um padrão para usá-lo. Mas, se existe a ferramenta é bom saber para que serve. O parâmetro de cor modifica o nível de saturação da imagem da televisão. Ou seja: se o nível for mínimo, veremos cores “mais lavadas” e “menos intensas”.

Geralmente os modos de imagem dedicados à reprodução de filmes têm maior precisão de cores. O nome desse modo geralmente difere entre os fabricantes, mas eles geralmente se referem a “cinema” ou “filme”.

O ideal é que o modo de imagem mostre e corrija a cor com base na preferência do usuário. Para isso, basta usar o padrão de cores do vídeo abaixo. Para saber qual modo esta correto, é preciso estar atento e ver se as faixas de cor estão separadas corretamente e se é possível distinguir cada cor. Se houver alguma mistura, é preciso ajustar o parâmetro.

Assine a newsletter do Gizmodo

5- Outro ajuste que também poder ser usado é o de verificação de uniformidade do televisor, além de localizar queimaduras em painéis OLED. Confira: