Pessoas que usam câmeras como a Canon 1DX normalmente curtem filmar sequências rápidas, como esportes ou loucuras da natureza. O grande lance da nova câmera é a habilidade de capturar imagens com muita, muita velocidade — 12 fps em RAW, ou 14 fps em JPG.

Aí começamos a pensar sobre isso: 14 frames por segundo. Isso é tão rápido que é quase como o movimento real. Na verdade, muitas das câmeras Super 8 do passado filmavam no máximo a 18 fps. Então por que não usar este modo da 1DX como filmadora? Foi uma das melhores ideias que já tivemos.

Para efeito de comparação, a 1D Mark IV fotografa em 10 fps, e a 7D fotografa em 8 fps. No lado da Nikon, a chefona D4 fotografa em 11 fps.

Você provavelmente está se perguntando por que diabos usá-la assim se a 1DX tem modos de filmagem com capacidade de capturar 24, 30 ou até 60 frames por segundo. Por que não usar isso e fim de papo? Sim, a 1DX, assim como a maioria das DSLRs atuais, é capaz de filmar ótimos vídeos com a taxa de frames média. Mas se você montar um vídeo com muitas imagens, você terá nada menos que 18 megapixels por frame (e isso no mundo dos vídeos significa 5K!), em vez de uma gravação de 1080p com diminuição gradual (cerca de 2 megapixels).

Neste modo, nossos testes de vídeo ficaram extremamente detalhados e vivos. E, na verdade, vê-lo em uma TV HD ou em um monitor não é exatamente justo, e enquanto um monitor 4K não surgir, não temos como ver toda sua capacidade.

Claro, há várias limitações em usar este modo de filmagem na 1DX. Além de configurar o esquema para 14 fps, você só pode filmar cenas de 5 a 10 segundos (isso talvez aumente com cartões CF mais velozes), não há captação de áudio, e você não consegue ver o que está sendo filmado pelo LCD.

Mas mesmo com todos os contras, o resultado ainda é surpreendente, e filmar dessa forma é realmente divertido. É como filmar com uma antiga Bolex de 16mm. A abertura barulhenta, as filmagens curtas, compor as imagens usando o viewfinder, e não o LCD, olha, é bem animal. No fim das contas, nós tiramos 2000 imagens em JPG separadas para criar o vídeo acima.

E, por fim, o experimento nos leva a mais um questionamento: quanto tempo demorará para as DSLRs conseguirem atingir 24 ou 30 fps com a mesma qualidade e resolução que essas imagens? Esperamos que não demore muito.