Você gostou do novo logotipo da Microsoft? Sim? Não? Enfim, para o pessoal de Redmond a sua resposta não importa muito, mas não tome isso como ofensa pessoal. Para quem já mudou completamente a identidade visual de Windows e Office, o que era apenas uma palavra com o Pac-Man no meio, né?

O primeiro (1975-1981)

O primeirão anos 1970.

Óculos enormes, os penteados mais legais da história da humanidade, calças boca de sino… Diz aí: tem como olhar para esse logo e não pensar nos embalos das noites de sábado da década de 1970? Pois é, eu também não era nascido nessa época, mas os filmes do Travolta e os clipes musicais têm uma sinergia única com o primeiro logo da Microsoft. Esse papo todo me deu vontade de ouvir Abba.

Com todas as letras maiúsculas (1982-1987)

Bibblet

Chamavam aquele “O” esquisitinho ali de “blibbet” e, quando a Microsoft achou que era hora de aposentá-lo, houve campanhas e tudo mais pela sua manutenção — ainda há uma aura acerca do característico “O”.

O conhecido e suas variações (1987-2012)

Microsoft: Your Passion. Our Inspiration.

Esse cresceu junto com muitos leitores. O logo “Pac-Man”, nome dado devido ao corte no “O” de “Micro”, foi criado por Scott Baker e teve algumas sutis variações durante os quase 18 anos de bons serviços prestados. A principal, o slogan, só surgiu pela primeira vez em 1994: “Onde você quer ir hoje?”. Depois disso, ele mudou duas vezes:

  • Seu potencial. Nossa paixão. [adorava esse]
  • Be what’s next

O último pereceu com menos de um ano e não tenho certeza se chegou a ser traduzido no Brasil. O novo, lá em cima, tem um jeitão todo modernoso e traz a bandeira clássica do Windows para o logo da empresa, parecendo, pelo vídeo demonstrativo, que cada uma das cores primárias será um pilar do ecossistema doméstico da Microsoft. É o primeiro colorido também. Uma ruptura com o passado na mesma medida das que Windows 8, Office 2013 e Windows Phone se apresentaram. Se é para mudar, que mude realmente. [Wikiédia, xinmsn]