Mr. Goxx pode soar um nome exótico demais até para um guru do setor de criptomoedas. Mas tudo passa a fazer mais sentido quando você descobre que, na verdade, o tal consultor é um hamster.

Em um vídeo publicado em julho, podemos assistir ao hamster trader em ação. O roedor começou com 326 euros na conta (pouco mais de R$2 mil), fazendo o primeiro investimento em Stellar Lumens (XLM), um tipo de criptomoeda. A “roda de intenções” (literalmente a rodinha de exercícios dele) é o que determina onde será feito o investimento. Para vender, Goxx entra em um rolo; para comprar, entra em outro.

Sempre que Goxx entra em seu escritório, adjacente à gaiola, uma transmissão na Twitch tem início. É uma rotina que ele repete desde 12 de junho. Quem o segue no Twitter ou no YouTube também fica por dentro de suas atividades no mundo dos negócios.

Escritório de Goxx. (Reprodução/YouTube)

Apesar de seus altos e baixos (como todo trader de criptomoedas que se preze) a carreira do negociante peludo acumula, atualmente, ganhos de cerca de 20% — com o lucro total de 63 euros. Todo o histórico de transações e horário de entrada/saída do “escritório” pode ser conferido no Twitter dele. As atualizações, geralmente, não diferem muito desta, que foi a publicação da última madrugada:

Um “disclaimer“, indicado no pé de cada tuíte, alerta que tudo o que é feito pelo hamster tem fins de entretenimento. Isso, em bom português, significa que não é recomendado que você leve as decisões de Goxx como se ele fosse um conselho financeiro – mesmo que ele tenha, às vezes, dado bons insights.

Por trás de Goxx, há uma dupla de alemães que permanecem anônimos. Um é programador, o outro especialista em protótipos. Em entrevista à BBC, eles contam que tudo começou com uma brincadeira — que ficou mais séria ao longo do tempo. “Estávamos brincando sobre meu hamster ser capaz de tomar decisões de investimento mais inteligentes do que nós, humanos”, conta um deles.

Para os criadores do investidor animal, o hamster deve ser levado como um “projeto paralelo sem pretensões”. O que não significa que a ideia deva ser abandonada tão cedo. Há, inclusive, planos de expandir o escritório, dando mais espaço para Goxx “trabalhar”.

Para quem não está por dentro do mundo cripto e não pegou a referência, o nome do hamster faz alusão a um fracasso relacionado a criptomoedas. Uma grande companhia japonesa, chamada “Mt Gox”, teve milhares de bitcoins roubados, levando a empresa à falência.

Assine a newsletter do Gizmodo

Os investimentos virtuais relacionados ao hamster investidor vão além da dupla de alemães que deu início à história. “O Grande Mr. Goxxsby”, como foi apelidado, motivou até mesmo a criação de um NFT, assinado por um artista chamado “booya”. Quem quiser arriscar um lance para arrematar a peça (uma montagem digital com o simpático roedor) precisa desembolsar pelo menos 0,1 WETH (um tipo de Ethereum), ou R$1,6 mil. O valor de mercado da peça, é claro, deve só crescer após o fim do leilão, daqui a cinco dias — engordando a carteira de quem arrematar a arte. De valorização de patrimônio, afinal, Mr. Goxx entende bem.