Alguma vez você já se cansou de segurar o smartphone próximo ao seu rosto? Ou então de tentar conversar em meio a lugares barulhentos e cheios de gente?

A Motorola entrou com um pedido de patente que pode acabar com seus problemas: um microfone para smartphones que é tatuado no seu pescoço. Pense, você pode ser um pequeno pedaço do Google no seu corpo.

De acordo com o pedido de patente, a dita tatuagem de pescoço pegaria o som ao ler as “flutuações do músculo ou tecido da garganta” e enviaria os dados para smartphones ou outros dispositivos via conexão wireless. Ele seria equipado com tecnologias NFC e Bluetooth e “pode ou não ser recarregável”. O pedido não detalha muito se essa “tatuagem de pele eletrônica” é permanente (leia: gravada no seu corpo com agulhas) ou algo que você pode apenas grudar no pescoço temporariamente. De qualquer maneira, um jeito estranho e de certa forma divertida de virar um ciborgue.

Para deixar registrado, não parece que uma invenção dessas vai chegar logo às lojas. Empresas de tecnologia constantemente entram com pedido de patentes bestas como esse, talvez para se proteger de potenciais trolls de patentes. Do bracelete estranho da Apple à TV interativa maluca da Sony, muitas dessas ideias são podem ser apenas pegadinhas. Mas são invenções. E nada celebra mais uma invenção do que uma papelada e burocracia governamental. [USPT via Engadget]