Preparando-se para abandonar Baikonur, a Roscomsos, agência espacial federal da Rússia, está concentrada em construir sua nova base espacial, chamada Cosmódromo de Vostochny (“vostochny” quer dizer “oriental”) no extremo leste do país.

De acordo com os planos, quando completo, o Cosmódromo de Vostochny irá reduzir a dependência da Rússia em relação ao Cazaquistão, proprietário do Cosmódromo de Baikonur, de onde o primeiro homem a ir para o espaço foi lançado.

Depois de muitos anos de planejamento, replanejamento e adiamentos, a nova base espacial irá tomar forma neste ano no novo local, na região de Amur. Especialistas da Roscosmos recentemente completaram a instalação do primeiro conjunto de equipamentos do posto de comando: o sistema de fornecimento de energia no complexo de lançamento, que está sendo testado agora. Eles também começaram a montar a unidade de transporte para dois trens que carregam foguetes.

A enorme superestrutura eletro-hidráulica que suporta o cinturão de foguetes na base de lançamento antes da decolagem está pronta para testes também, assim como a torre de serviços e seus 50 metros de altura e 1500 toneladas (veja os equipamentos cinzas e azuis e amarelos nas fotos abaixo). Os radares e antenas do complexo sistema de comunicação também parecem incompletos.

Ao todo, sete bases de lançamento serão construídas no novo cosmódromo. Se tudo correr bem, naves Souyz-2 começarão a ser lançadas ainda este ano. A agência espacial russa tem postado fotos do futuro local de partida de seus foguetes no Facebook, Flickr e VK há um tempo. As imagens abaixo mostram como estão os trabalhos de construção.