O Tesla Model S envolvido no acidente que tirou a vida de Joshua Brown em uma rodovia na Flórida, EUA, em maio, estava em alta velocidade, segundo investigações feitas sobre o acidente.

Parece que o motorista do acidente fatal com o Tesla Autopilot estava vendo um filme
Motorista morre em acidente ao dirigir carro da Tesla em modo semiautônomo

Um relatório preliminar divulgado nesta semana diz que o veículo de Brown estava acima do limite de velocidade da rodovia na Flórida quando se chocou com um caminhão de semirreboque. A rodovia US-27A tem limite de 65 milhas por hora (cerca de 105 km/h), mas o Tesla Model S trafegava a 74 milhas por hora (cerca de 120 km/h).

No sistema Autopilot, o motorista é quem define a velocidade do carro, e não há nenhum tipo de recurso para limitar isso – a responsabilidade é do próprio motorista, portanto.

O relatório é preliminar e ainda pode mudar mais adiante, mas não é a primeira coisa que pode ser usada contra Brown (e a favor do sistema Autopilot) no caso: um tocador de DVD foi encontrado dentro do veículo, e o motorista do caminhão envolvido no acidente disse que um filme de Harry Potter estava sendo reproduzido após o acidente.

[Jalopnik]

Foto: NTSB via Florida Highway Patrol via AP