Além de “Dahmer”: 10 séries que tratam de crimes reais disponíveis no streaming

"A Escada", "Olhos que Condenam" e mais produções no estilo true crime disponíveis nos streamings para maratonar
Imagem: Divulgação/Netflix

Recentemente, a série “Dahmer: Um Canibal Americano” se tornou um grande sucesso de público na Netflix. Além de estar entre os assuntos mais falados nas redes sociais e quebrar recordes de transmissões pelo mundo, a produção é apenas uma dentre as diversas que retratam os crimes reais e seus relatos.

whatsapp invite banner

Baseada na história de um dos mais assustadores serial killers dos Estados Unidos, a série só reforça como o gosto pelo gênero true crime cresceu nos últimos anos. De séries de TV a podcasts, crimes chocantes e brutais são tratados através de novos olhares, expondo e retratando o desenrolar de cada caso.

Pensando nisso, separamos outras séries que contam crimes reais para você maratonar. Confira:

Conversando com um Serial Killer: O Palhaço Assassino (2022) – Netflix

John Wayne Gacy era muito querido na comunidade, sonhava em ser político e às vezes fazia bicos como palhaço. Mas também era um serial killer, que assassinou 33 garotos entre 1972 e 1976. A maioria das vítimas foram encontradas enterradas na casa dele, nos subúrbios de Chicago.

Com direção de Joe Berlinger, este documentário em três partes também traz novas entrevistas com os principais envolvidos, alguns nunca entrevistados antes, incluindo um depoimento emocionante de um dos sobreviventes. Tudo isso em busca de respostas para uma pergunta crucial: como uma figura pública como Gacy conseguiu cometer tantos assassinatos sem ser descoberta?

Conversando com um serial killer: Ted Bundy (2019) – Netflix

“Conversando com um serial killer: Ted Bundy” coloca pela primeira vez sob os holofotes a mente doentia do assassino Ted Bundy. O inquietante documentário apresenta de forma inédita entrevistas assustadoras com o criminoso apelidado de “Jack, o Estripador dos Estados Unidos”. A série documental gira em torno de um homem cuja personalidade, boa aparência e simpatia desafiaram o estereótipo do assassino em série, o que lhe permitiu se esconder à vista de todos enquanto cometia violentos crimes sexuais. Até sua captura, em 1978, Bundy matou mais de 30 mulheres. Durante seu julgamento, ele recebeu demonstrações de adoração por parte de mulheres americanas, o que tornou os crimes ainda mais perturbadores.

Olhos que Condenam (2019) – Netflix

Baseada em uma história real que chocou os Estados Unidos, “Olhos que Condenam” apresentará o notório caso dos cinco adolescentes negros e latinos conhecidos como os “Cinco do Central Park”, que foram condenados por um estupro que não cometeram. A série em quatro partes se concentra nos cinco jovens do Harlem: Antron McCray, Kevin Richardson, Yusef Salaam, Raymond Santana e Korey Wise. Com início em 1989, quando o quinteto foi interrogado pela primeira vez, os episódios cobrirão 25 anos, com destaque à exoneração deles em 2002 e ao acordo firmado com a cidade de Nova York em 2014.

Inacreditável (2019) – Netflix

A adolescente Marie Adler (Kaitlyn Dever) faz um boletim de ocorrência alegando ter sido abusada sexualmente em casa por um intruso, mas tanto os investigadores como pessoas próximas a ela duvidam da história. Enquanto isso, a centenas de quilômetros dali, as detetives Grace Rasmussen e Karen Duvall (Toni Collette e Merritt Wever, vencedoras do Emmy) se conhecem durante a investigação de casos parecidos. Elas, então, formam uma parceria para tentar capturar um potencial estuprador em série.

A série é inspirada nos eventos reais narrados em “An Unbelievable Story of Rape”, artigo vencedor do prêmio Pulitzer, escrito por T. Christian Miller e Ken Armstrong, e no episódio “Anatomy of Doubt”, do programa de rádio “This American Life”. Com episódios dirigidos pelas indicadas ao Oscar Susannah Grant e Lisa Cholodenko, “Inacreditável” narra uma história de trauma, determinação e resiliência.

Mindhunter (2017) – Netflix

Baseado em fatos reais, os agentes do FBI Holden Ford e Bill Tench mergulham fundo na psique daqueles que fizeram o impensável. Com a ajuda da psicóloga Wendy Carr, eles aplicam suas revolucionárias análises comportamentais à caçada de notórios assassinos em série.

Na trama, eles investigam serial killers com o objetivo de entender a mente desses criminosos. “Dois agentes do FBI expandem as fronteiras da ciência criminal nos anos 70 com um perigoso mergulho no universo da psicologia do assassinato”, diz a sinopse oficial.

A Escada (2022) – HBO Max

“A Escada” é uma minissérie original da HBO Max e a trama acompanha Michael Peterson (Colin Firth), um famoso escritor de suspense criminal acusado de assassinar brutalmente a própria esposa, Kathleen Peterson (Toni Collette). No ano de 2001, Peterson ligou para a polícia avisando que sua mulher havia sofrido um acidente, caindo da escada enquanto estava bêbada. Mas as investigações constataram que ela foi espancada até a morte e ele mudou a cena do crime para criar a imagem de um acidente doméstico.

Pacto brutal: o assassinato de Daniella Perez (2022) – HBO Max

Em 1992, a atriz Daniela Perez foi brutalmente assassinada pelo colega de elenco Guilherme de Pádua e sua esposa Paula Thomaz. O caso chocou o país e resultou em uma alteração do código penal impulsionada por Gloria Perez, roteirista e mãe da vítima. 30 anos depois do ocorrido, a série documental “Pacto Brutal – Caso Daniela Perez” irá explorar as investigações e materiais de arquivo para entender o que realmente aconteceu e apresentar a tragédia para uma geração que talvez não conheça a história. Além da participação de Gloria Perez, a produção traz depoimentos de vários rostos conhecidos como Cláudia Raia, Fábio Assunção, Raul Gazolla, Cristiana Oliveira, Maurício Mattar, Wolf Maya e Eri Johnson. Por outro lado, autoridades e advogados envolvidos destrincham os detalhes do caso.

The Act (2019) – Amazon Prime Video

“The Act” conta um crime real bastante bizarro. A série mostra a vida de Gypsy Rose Blanchard (Joey King), uma menina que viveu acreditando que tinha uma grave doença. Na verdade, a mãe dela, Dee Dee (Patricia Arquette), fazia que a menina ficasse doente e a submetia a uma série de tratamentos, além de infantilizá-la. Tudo como forma de “extrema proteção” e para ganhar benefícios do governo. Quando Gypsy se dá conta, vai em busca da própria independência, mas isso acaba resultando em um assassinato.

O caso Evandro (2020) – GloboPlay

“O Caso Evandro” conta a história por trás de um dos crimes mais intrigantes do Brasil, a partir do podcast criado pelo jornalista Ivan Mizanzuk. Em abril de 1992, o menino Evandro Ramos Caetano, de 6 anos, despareceu misteriosamente em Guaratuba, no litoral do Paraná. Dias depois, seu corpo foi encontrado em um matagal da cidade, sem vários órgãos, com mãos e pés amputados. Elementos como vingança, infidelidade conjugal, conspiração política e rituais satânicos marcaram a investigação do caso, que também ficou conhecido como As Bruxas de Guaratuba.

Elize Matsunaga: era uma vez um crime (2016) – Netflix

A série documental “Elize Matsunaga: era uma vez um crime” rememora o famoso assassinato de Marcos Matsunaga, herdeiro da empresa Yoki, em 2012. Ele foi morto e esquartejado pela esposa, Elize Matsunaga, que havia descoberto que ele a traía. Quase 1 década depois, Elize presta o primeiro depoimento sobre o crime nessa série, contando a própria versão.

Rayane Moura

Rayane Moura

Rayane Moura, 26 anos, jornalista que escreve sobre cultura e temas relacionados. Fã da Marvel, já passou pela KondZilla, além de ter textos publicados em vários veículos, como Folha de São Paulo, UOL, Revista AzMina, Ponte Jornalismo, entre outros. Gosta também de falar sobre questões sociais, e dar voz para aqueles que não tem

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas