A Alexa é mais famosa por ser a assistente digital dos alto-falantes inteligentes Echo, da Amazon, mas ela também está disponível como aplicativo para Android e iOS. O app ganhou uma nova tela inicial com sugestões personalizadas. Além disso, agora basta dizer “Alexa” com o app aberto que a assistente responde aos comandos.

A nova tela inicial, que aparece ao abrir o app, tem sugestões baseadas nos recursos usados com mais frequência, como horário de despertadores, músicas ouvidas recentemente, volume de dispositivos Echo e muito mais. Para quem comprou um alto-falante recentemente e não sabe bem como usar, pode ajudar.

Imagem: Amazon

No meu aplicativo, por exemplo, aparecem sugestões de skills e de rotinas. Após fazer um Drop In — como a Amazon chama uma ligação que é atendida automaticamente — com meu Echo Show 8, este recurso também passou a aparecer na tela logo no topo da lista, o que mostra que o app está esperto com o que ando fazendo. Por outro lado, a previsão do tempo que costumava ficar ali não aparece mais.

Os recursos do antigo menu lateral do app agora ficam na barra inferior da tela e podem ser acessados pelo botão “Mais”. Por lá, você encontra listas de anotações, lembretes, alarmes, rotinas, skills, configurações e outras coisas, como um atalho para adicionar dispositivos.

Já o botão para ativar a Alexa e dar comandos saiu da barra inferior e agora fica no topo dessa tela inicial. Ele, no entanto, não é mais tão necessário: é possível configurar o app para ativar a assistente sem tocar em nenhum botão, apenas dizendo “Alexa” quando o aplicativo está aberto.

Ainda não é um recurso de always listening como o do Google Assistente ou da Siri, que funciona de qualquer tela do aparelho ao ouvir o comando de voz. Isso pode ser ruim para quem quer mais praticidade e prefere e Alexa aos assistentes nativos, mas também pode ser bom para quem não quer que a Amazon tenha permissão de estar sempre ouvindo o que você fala.

[TechCrunch]