Embora produza um bom som, o recém-lançado HomePod, o alto-falante inteligente da Apple, tem incomodado os seus usuários com algumas limitações de software, como a falta de uma conexão real Bluetooth, o fato de não ser compatível com Spotify e por não suportar tocar áudio em múltiplos ambientes. E agora tem mais um motivo de irritação para ser adicionado à lista: parece que o HomePod pode danificar o seu móvel de madeira.

O novo HomePod da Apple é bonito pra caramba
O HomePod visto de cima se parece com HAL, de 2001: Uma Odisseia no Espaço



Várias pessoas no Twitter e alguns meios de comunicação, como o Wirecutter e Pocket-Lint, dizem que quando o HomePod é deixado sobre um móvel de madeira, ele pode deixar umas marcas circulares brancas.

O Wirecutter diz que a Apple confirmou o problema. E o problema tem a ver com a interação entre a base de silicone do HomePod e certos óleos usados em móveis de madeira. O nível de intensidade das marcas parece variar, pelo menos baseado no tuíte do Federico Viticci, do MacStories:

Para as pessoas afetadas, a Apple diz que “as marcas podem aumentar com o passar dos dias após mover o alto-falante pela superfície de madeira.” No entanto, se as manchas não sumirem com o tempo, disse a Apple ao Wirecutter, é recomendado retocar o móvel ou “tentar limpar a superfície com o produto recomendado pela fabricante”.

A notícia não é muito boa para a Apple. Sobre as pessoas que compraram o novo alto-falante inteligente da marca, a última coisa que eles provavelmente querem é serem forçados a envernizar seus móveis ou ter de tomar outros tipos de cuidado. Nós tentamos contatar a Apple sobre isso, mas ainda não obtivemos retorno.

[The Wirecutter]

Foto do topo por  Adam Clark Estes/Gizmodo