A Amazon está dando sinais de que está preparando a chegada da Alexa e seus alto-falantes inteligentes Echo ao mercado brasileiro já tem algum tempo. Nesta quarta-feira (10), a empresa liberou o kit de desenvolvimento de capacidades para a Alexa em português. Fora isso, já deu para saber quem deve ter, em breve, produtos com a assistente no mercado brasileiro.

Chamado de ASK (Alexa Skills Kit), ele possibilita que desenvolvedores criem experiências de voz para a assistente da Amazon. Como ocorre com lojas de aplicativo, as capacidades que forem aprovadas pela plataforma estarão disponíveis quando a Alexa for lançada oficialmente no Brasil. Caso você não tenha a menor ideia de como fazer isso, a Amazon fornece um manual de como criar essas “skills”.

(Se você for desenvolvedor, pode fazer parte do programa Alexa Developer Preview; caso você preencha este formulário até 30 de junho, poderá se qualificar para ganhar um dispositivo Echo Dot.)

Outro ponto do lançamento da Amazon diz respeito ao AVS (Amazon Voice Service), que é o serviço que possibilita que fabricantes integrem seus dispositivos. A companhia diz que ainda neste ano liberará as diretivas para as empresas interessadas e que, por ora, é possível se cadastrar para um convite da Amazon.

E produtos, hein?

No meio desse anúncio para desenvolvedores, a Amazon já informou que, além dos dispositivos Echo, teremos produtos da Bose, LG e Intelbras com Alexa no Brasil. A companhia também informou que as lâmpadas Philips Hue e produtos da Tuya, uma empresa de IoT, atenderão comandos da Alexa ainda neste ano.

Se fosse para chutar, diria que os primeiros produtos da LG com Alexa vão ser TVs, mas a marca sul-coreana pode surpreender e inventar de trazer algum alto-falante inteligente, como o LG ThinQ Speaker. A Bose também tem sua própria linha de alto-falantes inteligentes compatível com a Alexa. Por parte da Intelbras, não tenho a menor ideia, mas podem vir desde alto-falantes inteligentes a dispositivos de segurança compatíveis com comandos da Alexa.

Uma coisa é fato: estamos cada vez mais próximo de ver alto-falantes inteligentes por aí. O Google, em tese, já tem o Google Assistente funcionando bem em português, então seria apenas uma questão de tempo para empregar essa tecnologia em um alto-falante inteligente Google Home ou de outra fabricante.