A Amazon fala há anos em usar drones para realizar envios. Nesta semana, a companhia anunciou que começou um pequeno teste do Prime Air no Reino Unido e realizou a entrega de uma encomenda apenas 13 minutos depois do pedido. Bacana, né? O único porém dessa operação futurista foi a curta distância do trajeto.

• Amazon Prime Video chega ao Brasil e mais centenas de países por US$ 2,99 ao mês
• Amazon lança drone híbrido para entrega, que é meio helicóptero e “meio avião”

O DailyMail entrevistou uma moradora da região, Catherine Shelby, 56, que comentou: “a casa é tão perto do local de testes que teria sido mais rápido entregar o pacote a pé”. Uma caixa com uma Amazon Fire TV e um saco de pipocas foi levada pelo drone por cerca de 700 metros na cidade de Cambridge.

Segundo a Amazon, apenas dois clientes podem fazer pedidos com entrega via drone neste teste. Com o tempo, a companhia pretende expandir para algumas dezenas de pessoas e a ideia é que a entrega aconteça sempre dentro do prazo de 30 minutos. As compras podem acontecer a qualquer momento do dia, desde que as condições climáticas sejam boas. Além disso, o pacote não pode pesar mais do que 2 quilos.

Como aponta o TechCrunch, o drone utilizado neste teste é diferente dos que foram mostrados até agora e não se parece nada com o drone híbrido mostrado no ano passado.

A Amazon está testando drones em diversas regiões do mundo e recentemente criou um laboratório na Áustria para acelerar o desenvolvimento de visão computacional para evitar acidentes. Os testes foram feitos no Reino Unido porque a companhia recebeu em julho a permissão para operar os drones em linhas de voo fora do alcance da visão. Ainda assim, só é permitido realizar as entregas em regiões rurais.

[TechCrunch, DailyMail]