A Amazon fala em usar drones para fazer entregas há alguns anos. Neste fim de semana, a empresa estreou um novo comercial estrelando Jeremy Clarkson, do programa Top Gear, que explica como a companha entregará pacotes de seus armazéns até a porta da casa dos consumidores.

A companhia lançou um drone híbrido (metade helicóptero e metade “avião”) para seu novo serviço de entrega chamado Prime Air.



O drone híbrido é diferente daquele primeiro que a Amazon mostrou. Este é laranja,branco e azul, aterrisa verticalmente e pode atingir até 122 metros de altitude.

amazonoctop

Na explicação, Clarkson ressalta que haverá uma variedade de tipos de drones, que trabalharão em diferentes ambientes, e, supostamente, carregarão pacotes maiores e com distancia superior a 16 km.

O serviço parece simples: se você está na área de cobertura, pode pedir um produto pelo site ou app da Amazon: o pedido vai a um armazém, onde o pacote será colocado em um drone que, em seguida, o levará até seu endereço. O drone irá emitir um alerta quando seu pacote estiver próximo para que você coloque um alvo, onde ele aterrissará e deixará o pacote.

A Amazon também ressalta a possibilidade de o drone evitar obstáculos, como outros veículos voadores ou objetos que estejam no jardim. O PrimeAir não é um serviço que a companhia vai lançar em breve: a Amazon ainda precisa resolver a questão da regulamentação. Há alguns movimentos sobre isso. Recentemente, a FAA (Administração Federal de Aviação, dos EUA) propôs regras para operações de drones.

Dito isso, alguns desses requisitos podem se tornar uma dor de cabeça para a varejista: como a Amazon fez drones que pesam menos de 25 kg, eles precisam pensar em uma série de ambientes, como operar próximo a armazéns, e não ter atividade em áreas muito populosas.

O anúncio não significa que você poderá clicar em um botão e fazer com que a entrega chega em 30 minutos. No entanto, mostra que a Amazon está desenvolvendo a infraestrutura para começar esses serviços de entrega rápida.

Isso também reforça o ecossistema da Amazon: assinantes do Amazon Prime poderão ter acesso ao serviço que permitirá a companhia sair na frente de seus competidores na indústria de entregas. A Amazon também contou com a presença de Jeremy Clarkson no comercial do serviço de entrega. Há alguns meses, ele foi contratado para estrelar um programa no serviço de video da companhia após ser demitido da BBC.

Não fique animado ainda: este é um serviço que precisa resolver um monte de problemas antes de ser viável. Sem contar no desafio de tornar o serviço disponível em todo o país. É um sinal de que a Amazon está levando a sério esse tipo de modalidade e que a ideia não é mais um sonho.

[Amazon, via Popular Science]