Existe uma crença de que os Macs são mais seguros e menos propensos à infecção por malwares do que os PCs Windows. Bem, isso não é mais verdade. Um novo relatório diz que pela primeira vez as ameaças específicas para Mac superaram a dos PCs a uma proporção de 2:1 em 2019

O relatório é da Malwarebytes, uma desenvolvedora de soluções antivírus. Em seu State of Malware Report de 2020, a companhia diz que o volume de ameaças ao Mac aumentou em mais de 400% na comparação com o ano passado.



Embora esse crescimento esteja relacionado com o aumento da base de usuários do Mac, a companhia calculou o número de ameaças por dispositivo – tanto no macOS quanto no Windows. Em 2019, a companhia detectou uma média de 11 ameaças por dispositivos Mac, comparado com 5,8 ameaças por dispositivo Windows.

Comparado com 2018, as ameaças aos dispositivos Mac subiram de 4,8 para 11. A Malwarebytes diz que esse crescimento drástico é provavelmente devido ao aumento da fatia de participação de mercado. Quanto mais pessoas usam computadores da Apple, mais atraentes eles se tornam para atores maliciosos.

O relatório também nota que a segurança incorporada no macOS ainda não consegue combater adwares e programas potencialmente indesejáveis (PUPs, na sigla em inglês) de forma tão eficiente quanto combate malwares.

De acordo com o relatório, as ameaças no Mac são significativamente diferentes daquelas enfrentadas pelos PCs. Enquanto as máquinas Windows são mais propensas a enfrentar tipos tradicionais de malware, as ameaças mais comuns no Mac são de adwares e PUPs – esses últimos consistem em aplicativos de “limpeza” como MacKeeper e MacBooster.

Sobre os adwares, o NewTab ficou no topo da lista. NewTab é uma família de adware que redireciona as buscas do navegador para ganhar “receita de afiliados de forma ilícita” e geralmente é espalhada por meio de páginas falsas de monitoramento de preços de voo, de encomendas ou mapas.

No geral, adware e PUPs são considerados menos perigosos do que o malware tradicional. Dito isso, o número elevado indica que esse tipo de ameaça está se tornando mais agressiva.

O adware também é um problema no Windows, com cerca 24 milhões de detecções nos PCs. Esse número representa um aumento de quase 13% para os consumidores e 463% para clientes corporativos. Além disso, sete das dez principais ameaças para consumidores era alguma variante de adware. Os PCs Windows também foram alvo do Emotet e Trickbot, dois tipos de Trojan, bem como novos ransomwares como Ryuk, Sodinokibi e Phobos.

A grande lição aqui é que não, o seu computador da Apple não é mais imune à malwares e talvez você deveria levar a segurança mais a sério. E adware é uma droga.